Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13145
Título: Hospital humano: etnografia da humanização hospitalar na perspectiva de usuários
Autor(es): Gomes, Annatália Meneses de Amorim
Palavras-chave: Etnografia;Humanização da assistência;Cuidado centrado no paciente;Hospitalização;Ethnography;Healthcare humanization;Patient-focused healthcare;Hospital admission
Data do documento: 29-Out-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: GOMES, Annatália Meneses de Amorim. Hospital humano: etnografia da humanização hospitalar na perspectiva de usuários. 2008. 164 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: This ethnographic work studies the experiences of patients admitted in public (PUH) and private (PRH) hospitals in the Brazilian northeastern region. 28 adult patients of different clinics participated in the study. Data were analyzed by the patient path method, consisting in a combination of complemented and articulated techniques free observation, participating observation, ethnographic interview and patient testimonials collected prospectively during the patients admissions, from their arrival and until their discharge. The analysis was carried out according to the Thematic Categories Analysis Technique and the data were interpreted pursuant to medical anthropology, healthcare humanization and healthcare promotion theoretical references. The ethical principles of Resolution 196/96 were followed. The human hospital, as revealed by the patient, highlights the significance of subjectivity. 225 (54.7%) out of 411 mentioned concepts were collected in a public hospital (PUH) and 186 (45.3%) in a private institution (PRH). The results show that the patient at the PUH and PRH ethnoevaluates different aspects of the healthcare professionals´ human and technical competence, the hospital´s functioning structure, the access to and the ethics in the financial management, and develops overcoming strategies for his stay at the hospital. This ethnoevaluation is mediated by different factors, namely: social and economic status, personality, religiosity, ironic speech, somber diagnosis and satisfied needs, prior hospital experiences and the conditions under which the interview was carried out. A pedagogic proposal for the hospital humanization must include structural, managerial and organizational changes of the offered services and use active methodologies aimed to the political resolution of problematic situations at work and the inclusion of affective and subjective factors, and become as well a tool for the collective learning. This study shows the importance for the user´s ethnoevaluation to be incorporated into the hospital management and care as a guideline in the decision making and clinical action, thus promoting practices that shall lead to a decent and humanized care. The multidisciplinary nature of this study allowed a wide understanding of the user´s perspective as a socially critical ethnoevaluator
metadata.dc.description.resumo: Este estudo etnográfico investiga a experiência vivida do paciente internado em hospital público (HPU) e privado (HPR) no Nordeste brasileiro. Os participantes da pesquisa foram 28 pacientes adultos atendidos nas diversas clínicas. Os dados foram estudados pelo método O Percurso do Paciente , consistindo de uma combinação complementar e articulada de técnicas - observação livre, observação participante, entrevista etnográfica e narrativas do paciente, coletadas prospectivamente durante a hospitalização, desde a sua chegada até a alta. A análise ocorreu conforme a Técnica de Análise Categorial Temática e os dados foram interpretados à luz dos referenciais teóricos da Antropologia Médica, humanização do cuidado e promoção da saúde. Foram observados os princípios éticos da Resolução 196/96. O hospital humano, revelado pelo paciente, destaca a importância da subjetividade. Das 411 unidades de significados desveladas, 225 (54,7%) foram no hospital público (HPU) e 186 (45,3%) no hospital privado (HPR). Os resultados indicam que o paciente etnoavalia no HPU e no HPR aspectos da competência humana e técnica do profissional da saúde, a estrutura e funcionamento hospitalar, o acesso e a ética na condução das finanças; e desenvolve estratégias de superação da hospitalização. Esta etnoavaliação é mediada por diversos fatores: condição socioeconômica, personalidade, religiosidade, discurso irônico, diagnóstico sombrio e necessidades atendidas, experiência anterior de hospitalização e condições da entrevista. Uma proposta pedagógica para humanização hospitalar deverá vincular-se às mudanças estruturais, gerenciais e organizacionais dos serviços; utilizar-se de metodologias ativas que visem à politização, à problematização das situações concretas de trabalho e à inclusão dos afetos e intersubjetividades; além de constituir-se em aprendizagem coletiva. O estudo mostra a importância de a etnoavaliação do usuário ser incorporada ao projeto da gestão e atenção hospitalar como orientadora de decisões e ações clínicas, consistindo em promotora de práticas que levem a um cuidado resolutivo, digno e humanizado. A multidisciplinaridade da pesquisa permitiu ampla apreensão da perspectiva do usuário como etnoavaliador crítico social
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13145
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnnataliaMAG.pdf513,61 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.