Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13189
Título: Periurbanização da leishmaniose visceral e emergência da coinfecção HIV/leishimania, no Rio Grande do Norte
Autor(es): Nascimento, Eliana Lúcia Tomaz do
Palavras-chave: Calazar (Leishimaniose visceral);Leishmania chagasi;Periurbanização;Infecção subclínica;Co-infecção-HIV/Leishmania
Data do documento: 5-Out-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: NASCIMENTO, Eliana Lúcia Tomaz do. Periurbanização da leishmaniose visceral e emergência da coinfecção HIV/leishimania, no Rio Grande do Norte. 2009. 132 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: Visceral leishmaniasis (VL) has undergone changes in terms of clinical and epidemiological presentation worldwide. Urbanization has been described in different regions of Brazil and the world, as well as in the state of Rio Grande do Norte. These changes have impacted in the clinical outcome of Leishmania infection. A new clinical entity called co-infection of HIV/Leishmania has been described as a consequence of overlapping areas of occurrence of VL and HIV / AIDS in different countries including Brazil. The aim of this study was to define the process of periurbanization of the LV and describe a case series of co-infection HIV / Leishmania in Rio Grande do Norte. A new demographic pattern of VL was detected, with an increase in the number VL adult male subjects. Analysis of spatial distribution of VL in the state of Rio Grande do Norte showed that in the past 20 years VL tends to occur in larger cities and therefore the highest risk disease is greater in the eastern and western regions. The first region included Natal, the state capital, where the process of suburbanization began in 1990, and more recently the city of Mossoró, the second largest state, where periurbanization began in the last five years. In 1990, the emergence of co-infection HIV/Leishmania in the state was observed. Case-control study revealed that the new clinical entity affects adult males, who acquired HIV through sexual intercourse, 40% of those with a preivous history of leishmania infection Relapse and death from LV is increased in HIV positive compared with HIV-negative patients matched by sex and age. This pattern is similar to the observed in Europe, except of the route of transmission, where in Europe occured concomitantly, by parenteral route in drug users. Analysis of spatial distribution identified overlapping new areas of occurrence of HIV / AIDS and LV potentially signaling to increased risk of this new clinical entity as described above. Therefore, epidemiological surveillance for co-infection HIV / Leishmania should be adopted in all areas of risk of VL. At the same time, it is necessary to evaluate drug resistance currently used in the treatment of VL, as well as parenteral transmission of L infantum/ chagasi in areas where drug dependence is a risk factor for HIV acquisition
metadata.dc.description.resumo: Leishmaniose visceral (LV) vem sofrendo modificações do ponto de vista clínico e epidemiológico mundialmente. Urbanização foi descrita em diferentes regiões do Brasil e do mundo, como também no estado do Rio Grande do Norte, influenciando sobremaneira no comportamento clínico da doença. Uma nova entidade clínica denominada co-infecção HIV/leishmania vem sendo descrita, como conseqüência da sobreposição de áreas de ocorrência de LV e HIV/AIDS, em diferentes países incluindo o Brasil. O objetivo deste estudo foi definir o processo de periurbanização da LV e descrever série de casos da co-infecção HIV/Leishmania no Rio Grande do Norte. Mudança no padrão demográfico da LV no RN foi detectada, sendo observado aumento no número de indivíduos na idade adulta, do sexo masculino. Análise da distribuição espacial demonstrou que nos últimos 20 anos LV tende a instalar-se em municípios de maior porte e, portanto, mais urbanizados do RN, sendo as regiões leste e oeste as de maior risco para a doença. A primeira região inclui Natal, capital do estado, onde o processo de periurbanização iniciou-se, em 1990 e, a outra, inclui a cidade de Mossoró, segunda maior do estado, onde a periurbanização iniciou-se nos últimos 5 anos. Também em 1990 registra-se a emergência da co-infecção HIV/ Leishmania no estado. Estudo tipo caso-controle revelou que a nova entidade clínica acomete indivíduos adultos do sexo masculino, que adquirem HIV por via sexual; 40% destes com história de infecção prévia por leishmania. Recaídas e óbito por LV é maior em pacientes HIV positivos comparados com pacientes HIV negativos, pareados por sexo e idade. Esse padrão é bastante semelhante ao europeu, exceto, pela via de transmissão, que ocorre lá de modo concomitante, por via parenteral, em usuários de drogas ilícitas. Adicionalmente, a análise de distribuição espacial identificou sobreposição de áreas de ocorrência de HIV/AIDS e LV no RN apontando para risco aumentado da nova entidade clínica descrita acima. Portanto, vigilância epidemiológica para co-infecção HIV/Leishmania deve ser adotada em todas as áreas de risco. Ao mesmo tempo, faz-se necessário avaliar resistência às drogas utilizadas atualmente, no tratamento da LV, bem como, transmissão parenteral de L infantum/chagasi, nas áreas onde a dependência de droga é fator de risco para aquisição de HIV
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13189
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ElianaLTN_TESE.pdf2,38 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.