Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13236
Título: Avaliação clínica e microbiológica das condições de saúde oral dos receptores de transplante renal do Hospital Universitário Onofre Lopes, Natal RN
Título(s) alternativo(s): Evaluation clinical and microbiological of oral health conditions in renal transplant recipients of Onofre Lopes University Hospital, Natal RN
Autor(es): Gondim, Líbia Augusta Maciel
Palavras-chave: Manifestações bucais;Transplante de rim;Epidemiologia;Oral manifestations;Kidney transplantation;Epidemiology
Data do documento: 27-Mar-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: GONDIM, Líbia Augusta Maciel. Evaluation clinical and microbiological of oral health conditions in renal transplant recipients of Onofre Lopes University Hospital, Natal RN. 2009. 92 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: Introduction: The chronic immunosuppression promotes the development of changes in the oral cavity of the kidney transplant recipients (KTR), however with the exception of gingival overgrowth, little is known regarding the prevalence of oral lesions in this population. Objective: To evaluate the prevalence of clinical and microbiological conditions of the oral cavity of the recipients of kidney transplantation and the associated factors. Methods: This was a cross-sectional study which examined 96 clinical KTR and experimental where collected saliva stimulated them to identify Candida sp. Data collection consisted of evaluation stomatologic, socio-demographic, clinical aspects of transplantation, condition of oral hygiene and dental caries, yonder to questions about knowledge of oral alteration after transplantation. Results: Of the total, 66.7% of KTR had some type of oral manifestation. The most common was saburral tongue, followed by gingival overgrowth, with both oral manifestations related to gender and concomitant use of cyclosporine and nifedipine (p <0.05). Tacrolimus showed a protective effect for gingival overgrowth (OR = 0.13). The oral hygiene was associated with saburral tongue(p = 0.03) and severity of gingival overgrowth (p = 0.0001). Oral candidiasis was diagnosed in 17.7% of patients and Candida albicans was isolated most frequently in the saliva of RTR with a colonization of 58.3%. The average DMF-T increased with age. The method of oral hygiene was most used brush and toothpaste to 61.5%. Changes in the oral cavity was seen in 54.2% of KTR, citing as the main growth and gingival ulcers. Instructions for oral hygiene after transplantation were neglected for 61.5% of RTR. Dry mouth and halitosis were reported in 30.2% and 36.5% respectively. Conclusions: More the half of the KTR had at least one injury of the mouth, the immunosuppressive drugs and oral hygiene are associated with these alterations. Prospective cohort studies are needed to elucidate the relationship between oral manifestations and levels of drug and risk of oral manifestations occur over time. The kidney transplant recipients showed to be aware of oral alterations occurred after transplantation and uninformed about the oral hygiene instructions. With regard to hygiene, the incidence of caries was considered high, conditions of risk were identified and improvements in primary attention should be encouraged and reflected in the monitoring of renal transplant
metadata.dc.description.resumo: Introdução: A imunossupressão crônica propicia o desenvolvimento de alterações na cavidade oral de receptores de transplante renal (RTR), no entanto com exceção do crescimento gengival, pouco se conhece em relação à prevalência de lesões orais nessa população. Objetivo: Avaliar a prevalência das condições clínicas e microbiológicas da cavidade oral dos receptores de transplante renal e os fatores associados. Métodos: tratou-se de um estudo seccional em que se examinou clinicamente 96 RTR e experimental onde se coletou saliva estimulada dos mesmos para identificação de Candida sp. A coleta dos dados foi realizada através de anamese e exame clínico dos pacientes, constando informações sócio-demográficas, aspectos clínicos do transplante, avaliação estomatológica, condições de higiene oral e cárie dentária, além de perguntas acerca do conhecimento das alterações orais após o transplante. Após o exame, coletou-se saliva estimulada para identificação de Candida sp. Resultados: Do total, 66,7% dos RTR apresentaram algum tipo de manifestação oral. A mais freqüente foi língua saburrosa, seguida pelo crescimento gengival, estando ambas as manifestações bucais relacionadas ao sexo e ao uso concomitante de ciclosporina e nifedipina (p<0,05). O tacrolimus exibiu efeito protetor para o crescimento gengival (OR=0,13). A higiene oral esteve associada à língua saburrosa (p=0,03) e à severidade do crescimento gengival (p=0,0001). Candidíase oral foi diagnosticada em 17,7% dos pacientes e Candida albicans foi o isolado mais freqüente na saliva dos RTR, com uma colonização de 58,3%. O CPO-D médio aumentou com o avançar da idade. O método de higiene oral mais usado era escova e creme dental para 61,5%. Alterações na cavidade oral foi percebida por 54,2% dos RTR, citando como principais o crescimento gengival e as aftas. Instruções de higiene oral após o transplante foram negligenciadas para 61,5% dos RTR. Xerostomia e halitose foram relatadas em 30,2% e 36,5%, respectivamente. Conclusões: Mais da metade dos receptores de transplante renal apresentaram pelo menos uma lesão de boca, as drogas imunossupressoras e higiene oral estão relacionadas com essas alterações. Estudos de coorte prospectivo são necessários para melhor elucidar a relação entre as manifestações orais e níveis de droga e o risco das manifestações orais ocorrerem no decorrer do tempo. Os receptores de transplante renal mostraram-se conscientes das alterações orais ocorridas após o transplante e desinformados quanto às instruções de higiene oral. No que diz respeito higiene, o índice de cárie foi considerado alto, condições de risco foram detectadas e melhorias na atenção primária devem ser refletidas e estimuladas no acompanhamento dos transplantados renais.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13236
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LibiaAMG.pdf2,73 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.