Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13371
Título: Efeitos da deficiência de vitamina A na função pulmonar de crianças após infecção respiratória viral
Autor(es): Amaral, Cleia Teixeira do
Palavras-chave: Deficiência de vitamina A;MRDR;Função pulmonar;Sibilância;Resistência respiratória
Data do documento: 20-Out-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: AMARAL, Cleia Teixeira do. Efeitos da deficiência de vitamina A na função pulmonar de crianças após infecção respiratória viral. 2011. 142 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
metadata.dc.description.resumo: A deficiência marginal de vitamina A representa um estado onde a reserva hepática dessa vitamina está diminuída sem apresentar sinais clínicos. A inflamação das vias aéreas causada por infecção viral contribui para a hiper-reatividade brônquica, promovendo aumento da resistência das vias aéreas, posteriormente normalizada. Hipótese: A deficiência marginal de vitamina A pode influenciar a evolução da doença respiratória viral, alterando sua gravidade e duração. O objetivo deste trabalho é avaliar se há relação entre o estado da vitamina A e as alterações de função pulmonar em pré-escolares durante uma infecção de vias aéreas superiores (IVAS). Trata-se de um estudo transversal que avaliou 177 crianças entre 4 e 6 anos de idade, classificadas em 3 grupos: 1. controle (n = 51); 2. crianças com sintomas de infecção de vias aéreas superiores (IVAS) (n = 74): 3. grupo IVAS + crise de sibilância (n= 52). Determinou-se o retinol sérico e o teste dose-resposta relativa modificado (Modified relative dose response - MRDR) por cromatografia líquida de alta eficiência. Avaliou-se a resistência respiratória total pela Técnica das Oscilações Forçadas (TOF) por Oscilometria de Impulso (IOS). A identificação viral foi realizada pela Reação em Cadeia da Polimerase. Avaliou-se o estado nutricional através dos escores-z para Peso/Idade, Altura/Idade, Peso/Altura e Índice de Massa Corpórea/Idade. As médias para os índices A/I, P/I, P/A e IMC/Idade foram de -0,29 ± 0,95; 0,22 ± 1,14; 0,56 ± 1,42 e 0,37 ± 0,97, respectivamente. Identificou-se rinovirus em 19,5% (n=23) das crianças com IVAS. As médias de retinol sérico dos grupos IVAS + crise de sibilância, IVAS e contole foram, respectivamente, 17,5 ± 7,30; 32,1 ± 13,16 e 56,8 ± 29,82μg/dL, com diferença significativa do grupo IVAS + crise de sibilância em relação aos demais grupos (ANOVA, P< 0,0001). As médias de MRDR dos grupos IVAS + crise de sibilância, IVAS e controle foram, respectivamente, 0,021 ± 0,021; 0,065 ± 0,046 e 0,007 ± 0,006 (ANOVA, P < 0,0001). A resistência respiratória total no grupo IVAS + crise de sibilância e IVAS (126,0 ± 26,9 e 97,2 ±16,6 por cento do predictor, respectivamente) foi significativamente maior (x2, p < 0,001) que no grupo controle 93,6 ± 18,0. A recuperação da resistência respiratória total do grupo IVAS foi significativa (p < 0,005) quando o MRDR < 0,030 e retinol sérico ≥ 20μg/dL, ficando prejudicada quando a situação era de MRDR > 0,030 e retinol sérico < 20μg/dL. A recuperação da resistência respiratória total do grupo IVAS + crise de sibilância foi significativa independentemente do valor do retinol ou do MRDR (p < 0,001). Os controles tinham MRDR < 0,030. Os resultados indicam que 65% das crianças do grupo IVAS + crise de sibilância apresentam reservas hepáticas de vitamina A adequadas e retinol sérico deficiente/deficiente marginal. A resistência respiratória total das crianças do grupo IVAS com MRDR deficiente, persiste alterada até três semanas após a fase aguda da infecção. Em conclusão, este estudo demonstra que níveis marginais de vitamina A alteram a resistência respiratória, com uma defasagem no tempo de recuperação pósinfecção viral
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13371
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CleiaTA_DISSERT.pdf770,89 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.