Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13413
Título: A influência do método pilates sobre a qualidade de vida em mulheres climatéricas
Autor(es): Martins, Rebeca Vinagre
Palavras-chave: Saúde da mulher. Climatério. Menopausa. Qualidade de vida. Atividade física
Data do documento: 16-Jan-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MARTINS, Rebeca Vinagre. A influência do método pilates sobre a qualidade de vida em mulheres climatéricas. 2012. 58 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
metadata.dc.description.resumo: Objetivo: Avaliar a influência do método Pilates sobre a qualidade de vida em mulheres climatéricas atendidas pelo Sistema Único de Saúde. Métodos: Trata-se de um estudo prospectivo do tipo ensaio clínico randomizado, cego para avaliador, com amostra por conveniência, composta por 51 mulheres divididas em grupo controle (n=25) e experimental / Pilates (n=26), ao longo de 12 semanas. Os instrumentos usados para coleta foram: o Medical Outcome Study 36-item Short Form Health Survey (MOS SF-36 Health Survey) versão brasileira e o índice menopausal de Blatt e Kupperman. Os dados foram tratados com estatística descritiva e inferencial (teste t para amostra pareada e de Wilcoxon), com p≤0,05. Resultados: Observou-se que a amostra estudada apresentava idade média de 53,7±4,07 e 53,9±5,52 anos, IMC médio de 25,2Kg/m2±3,71 e 26,06 Kg/m2±2,56, no grupo controle e experimental, respectivamente. A maioria era casada, sem trabalho formal e com pelo menos o 2º grau completo. O grupo submetido ao método Pilates apresentou efeitos positivos sobre a diminuição dos sintomas climatéricos (19,6 para 12,2) com p= 0,001 (GE) e p=0,062 (GC), bem como apresentou significância estatística para comparação no parâmetro de capacidade funcional (p=0,001), limitação por aspectos físicos (p=0,05), dor (p=0,001), estado geral de saúde (p=0,001), vitalidade (p=0,001), aspectos sociais (p=0,027) e saúde mental (p=0,001) em mulheres na meia idade. Conclusões: Os resultados do estudo mostraram que 12 semanas de intervenção com o método Pilates apresentaram efeitos positivos sobre a diminuição dos sintomas climatéricos, bem como melhora nos domínios de qualidade de vida nestas mulheres, possibilitando efetivas propostas de intervenção profissional às especificidades deste público, com foco na promoção de saúde através de ações interdisciplinares
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13413
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RebecaVM_DISSERT.pdf681,28 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.