Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14036
Título: O papel de interações positivas entre plantas na regeneração de áreas degradadas na caatinga
Autor(es): Paterno, Gustavo Brant de Carvalho
Palavras-chave: Restauração ecológica. Facilitação. Desertificação. Sucessão ecológica. Diversidade. Comunidades
Data do documento: 8-Fev-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PATERNO, Gustavo Brant de Carvalho. O papel de interações positivas entre plantas na regeneração de áreas degradadas na caatinga. 2013. 95 f. Dissertação (Mestrado em Bioecologia Aquática) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
metadata.dc.description.resumo: Interações entre plantas são forças ecológicas importantes na estruturação e composição de comunidades vegetais e podem servir como base teórica para a restauração de áreas degradadas. O presente estudo é dividido em dois experimentos distintos. No primeiro, buscou-se entender: (i) se espécies pioneiras de áreas degradadas da Caatinga facilitam a germinação e o estabelecimento de espécies alvo para a restauração; (ii) se as interações entre plantas facilitadoras e facilitadas são espécie-específicas e se a ontogenia das plantas facilitadas afeta a direção e a intensidade dessas interações. Em uma área de Caatinga degradada no vale do São Francisco, Petrolina PE, vinte cinco sementes e quatro mudas de cinco espécies alvo foram alocadas em plots pareados, com 8 réplicas cada, em baixo e fora da copa de três espécies pioneiras. A riqueza e a abundância de espécies lenhosas estabelecidas nos mesmos plots também foi amostrada. As espécies facilitadoras afetaram positivamente a diversidade e a composição de espécies da comunidade regenerante. Além disso, aumentaram a probabilidade de germinação e estabelecimento das espécies alvo. Dependendo do estágio ontogenético das espécies alvo as interações mudaram de espécie-específicas para não específicas. No segundo experimento, buscou-se entender como o tamanho da facilitadora e a variação na precipitação influencia as interações de facilitação. Em Macau-RN, 45 indivíduos de M. tenuiflora, com um gradiente de tamanhos, foram selecionados em uma área degradada. Um experimento fatorial em blocos foi implementado com 25 sementes de P. pyramidalis semeadas em plots pareados em todas as combinações dos fatores água e copa. M. tenuiflora e água afetaram positivamente a germinação, o estabelecimento e a sobrevivência de P. Pyramidalis. A espécie facilitadora também afetou positivamente as condições microclimáticas do solo e do ar. A intensidade da facilitação dependeu da interação entre estágio ontogenético, água e tamanho da facilitadora
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14036
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GustavoBCP_DISSERT.pdf12,22 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.