Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14507
Título: A rotina de crianças de zero a dois anos na educação infantil e as especificidades infantis
Autor(es): Moura, Marianne da Cruz
Palavras-chave: educação infantil de 0 a 3 anos;rotina;prática pedagógica;especificidades infantis;upbringing - 0 to 3 years old;routine;pedagogical Practices;childish specificities
Data do documento: 30-Mar-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MOURA, Marianne da Cruz. A rotina de crianças de zero a dois anos na educação infantil e as especificidades infantis. 2012. 149 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: In current upbringing production, children are often conceived as rightful subjects, and concrete and singular people, marked by specificities that schools must respect, mainly their personal wholeness, their care and attention needs, as well as their abilities to learn and produce culture. In the educational practices frame, routine is considered to have a definitive roll in time, space and activities structuring, as with actions and relations of subjects involved. In that perspective, this research aims to analyze routines of zero to two years old children in the upbringing context, relating to their childish specificities. Anchored in the qualitative approach, a Case Study was developed, according the procedures of daily routine observation and semi-structured interviews with six nursery teachers of CMEI Centro Municipal de Educação Infantil, Natal-RN, the research field. The data analysis was based in Speech Analysis principles. The teachers utterances regarding routine and it s roll in the frame revealed significances related to control/regulation of actions theirs and students aiming to streamline tasks; learning relative to routine itself, time and school practices. Thus, prospects of discipline and exercise of power of teachers over students surges, reducing their possibilities to participate. These conceptions reflect the daily routine of the kids and their teachers. By analyzing the methods of routine operation in the time/space/activities frame of CMEI, it was possible to perceive its homogenization of actions and rhythms, not only of the group s children, but the whole institution, which creates, many times, a controlling character that contains/prevents children s initiative. However, it was also possible to observe that in routine recesses, when it s relaxed, and other spaces, times and actions are provided, kids have the opportunity to experience and create different ways of action and relation with time, materials, other kids and teachers, being, as such, respected their specificities. We highlight the importance of reflections regarding routine in upbringing context, as to comprehend it s functions and the need for it s construction to take a multiple character that respects the plurality of situations and singularities of children as persons
metadata.dc.description.resumo: No contexto da produção atual sobre a educação infantil, as crianças são concebidas como sujeitos de direitos e como pessoas concretas e singulares marcadas por especificidades que precisam ser respeitadas pelas instituições educativas no sentido de respeitarem sua inteireza pessoal, suas necessidades de atenção e cuidados, bem como suas capacidades de aprender e produzir cultura. Na organização das práticas educativas nas instituições a rotina é considerada como tendo um papel definidor na estruturação de tempos, espaços e atividades, portanto das ações e relações dos sujeitos envolvidos. Nessa perspectiva, esta pesquisa objetiva analisar a rotina de crianças de zero a dois anos no contexto da educação infantil em relação às especificidades infantis. Ancorada nos princípios da abordagem qualitativa, desenvolveu-se como um Estudo de Caso mediante procedimentos de observação da rotina diária e entrevistas semiestruturadas com seis professoras que atuam junto ao grupo de berçário no campo da pesquisa: um Centro Municipal de Educação Infantil - CMEI, localizado em Natal, RN. A análise dos dados orientou-se por princípios da Análise do Discurso. As enunciações das professoras acerca da rotina e de seu papel na organização revelaram significações relativas a controle/regulação das ações delas e das crianças visando a agilização de tarefas; aprendizagens relativas à própria rotina, ao tempo, a práticas escolares. Desse modo, articulam-se a perspectivas de disciplinamento e exercício de poder de professoras sobre crianças e redução de suas possibilidades de participação. Essas concepções refletem na rotina vivida pelas crianças e suas professoras. Mediante a análise dos modos como a rotina opera na organização do tempo, do espaço e das atividades do CEMEI foi possível perceber que ela visa à homogeneização de ações e ritmos, não só das crianças do grupo, mas de toda a instituição, o que imprime, em muitos momentos, um caráter de controle que contém/impede a iniciativa das crianças. Mas, também foi possível observar que, nos intervalos da rotina, quando ela é flexibilizada, e outros espaços, tempos e ações são possibilitados, as crianças têm oportunidades de experimentar e produzir modos diferentes de ação e relação com o espaço, o tempo, os materiais, as outras crianças e as professoras, sendo, portanto, respeitadas suas especificidades. Destacamos a importância de reflexões acerca da rotina no contexto da Educação Infantil no sentido de serem compreendidas suas funções e a necessidade de sua construção assumir um caráter múltiplo que respeite a pluralidade de situações e as singularidades das crianças como pessoas
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14507
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarianneCM_DISSERT.pdf1,41 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.