Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14621
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorOkano, Alexandre Hidekipt_BR
dc.contributor.authorFarias Junior, Luiz Fernando dept_BR
dc.date.accessioned2014-12-17T14:44:18Z-
dc.date.available2014-09-05pt_BR
dc.date.available2014-12-17T14:44:18Z-
dc.date.issued2014-04-25pt_BR
dc.identifier.citationFARIAS JUNIOR, Luiz Fernando de. Sensibilidade interoceptiva e respostas psicofisiológicas ao exercício submaximo. 2014. 44 f. Dissertação (Mestrado em Movimento Humano, Cultura e Educação, Saúde e Desempenho) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14621-
dc.description.abstractThe complex human behavior related to exercise involves cognitive, physical and emotional processing. The recent theories about exercise s intensity regulation have highlighted the role played by psychophysics aspects in controlling exercise s intensity. In this regard, recent evidences have shown that there is variability in human capacity in perceiving interoceptives clues. Thus, subjects more sensitive show higher physiological arousal to physical and/or emotional stress, and sensations with higher intensity. In fact, studies have evidenced that interoceptive feedback modifies behavior in exercise with free load. However, exercise recommendations are based in a constant load standard. Therefore, we aimed to analyze the influence of interoceptive sensibility on psychophysics responses during dynamic exercise performed with constant load. Twenty-four adult males were allocated into two groups accordingly with their interoceptive sensibility: high sensibility (n=11) and low sensibility (13). They underwent to an incremental test (IT) and then randomly to two sections of moderate and severe exercise intensity for 20 minutes. Heart rate (HR), rating of perceived exertion (RPE), affective feelings (AF), alert state (AS), and percentage of associative thoughts were collect during exercise. A two-way ANOVA with repeated measures was used to assess differences between psychophysics responses. There were differences between group in RPE, AF, and AS in moderate intensity. There was no difference in any measure in severe intensity. We conclude that subjects with high interoceptive sensibility feel dynamic moderate exercise more intense than the subjecs with low interoceptive sensibilityeng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectInterocepção cardíaca. Percepção subjetiva de esforço. Resposta afetiva. Estado de alerta. Pensamento dissociativo-associativo. Exercício dinâmicopor
dc.subjectCardiac interoception. Rating of perceived exertion. Affective feelings. Alert state. Associative-dissociative thoughts. Dynamic exerciseeng
dc.titleSensibilidade interoceptiva e respostas psicofisiológicas ao exercício submaximopor
dc.typemasterThesispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFRNpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação Físicapor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7041132623202267por
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9586370984131426por
dc.contributor.referees1Fontes, Eduardo Bodnariucpt_BR
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5147519104600801por
dc.contributor.referees2Costa, Eduardo Caldaspt_BR
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/1216441676725839por
dc.contributor.referees3Elsangedy, Hassan Mohamedpt_BR
dc.contributor.referees3Latteshttp://lattes.cnpq.br/7777329239184430por
dc.contributor.referees4Min, Li Lipt_BR
dc.contributor.referees4Latteshttp://lattes.cnpq.br/7884065757129773por
dc.description.resumoINTRODUÇÃO: O complexo comportamento humano de realizar exercício físico envolve processamento cognitivo, físico e emocional. As recentes teorias sobre fadiga e reposta afetivas ao exercício físico atribuem importante papel na regulação da intensidade do esforço aos fatores interoceptivos. Além disso, Evidências recentes tem apontado haver variabilidade na capacidade humana em perceber esses estímulos interoceptivos. Dessa forma, pessoas mais sensíveis apresentam excitação fisiológica mais acentuada ao estresse físico e/ou emocional, e maior intensificação dessas sensações. Adicionalmente, estudos tem relatado que feedback interoceptivo diminui a intensidade do esforço exercida, e que pessoas com maior sensibilidade interoceptiva controlam melhor a intensidade de esforço em tarefas com ritmo livre. Contudo, os modelos de prescrição de exercício físico dinâmico apresentam padrão de intensidade de esforço fechado, e não é conhecida as repostas psicofisiológicas entre os grupos de variabilidade interoceptiva durante a realização de exercício físico. OBJETIVO: O presente estudo verificou a influência da sensibilidade interoceptiva sobre as repostas psicofisiológicas em exercício dinâmico com carga constante. MÉTODOS: A amostra foi composta por 24 homens jovens adultos, insufientemente ativos, que foram designados a dois grupos de acordo com seus níveis de sensibilidade interoceptiva: Alta sensibilidade (n=11) e Baixa sensibilidade (n=13). Todos foram submetidos a um teste incremental (TI) em cicloergômetro para identificação do limiar de variabilidade da frequência cardíaca (LiVFC) e da potência pico (PP). Posteriormente, os sujeitos foram submetidos (em ordem aleatória e cruzada) a dois protocolos experimentais de exercício físico em cicloergômetro durante 20 minutos com intensidade correspondente a 20% abaixo e 20% acima LiVFC. Durante os protocolos experimentais as respostas de Frequência Cardíaca (FC), Percepção Subjetiva de Esforço (PSE), Valência Afetiva (VA), Estado de Alerta e Nível de pensamento Dissociativo-Associativo ao exercício físico foram registradas. O teste de Shapiro-Wilk e as análises da média, assimetria e curtose verificaram a normalidade de distribuição dos dados. O Teste de Mauchly verificou a esfericidade dos dados de medidas repetidas. O Teste t para amostra independente e o Teste de Mann Whitney verificaram as igualdade dos dados descritivos entre os grupos. A ANOVA two away (grupo x momentos) para medidas repetidas verificou as possíveis diferenças entre as respostas psicofisiológicas. RESULTADOS: Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos na PSE (F(3,36)=18,50, p=0,000), VA (F(3,36)=4,14, p=0,01) e no Estado de Alerta (F(3,36)=4,03, p=0,01) no exercício realizado em intensidade correspondente a 80% LiVFC. Na intensidade correspondente a 120% LiVFC não houve diferença entre os grupos, somente entre os momentos em cada grupo. CONCLUSÃO: A sensibilidade interoceptiva modifica as respostas psicofisiológicas durante a realização de exercício físico dinâmica com intensidade moderada (abaixo do LiVFC)por
dc.publisher.departmentMovimento Humano, Cultura e Educação, Saúde e Desempenhopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
Aparece nas coleções:PPGEF - Mestrado em Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LuizFFJ_DISSERT.pdf547,85 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.