Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14786
Título: Vivências compartilhadas de filhos separados pela hanseníase no RN a luz da história oral de vida
Título(s) alternativo(s): Experiences shared by children of parents separated by leprosy at RN in the light of oral History of Life.
Autor(es): Cabral, Ana Michele de Farias
Palavras-chave: Hanseníase. História oral. Preventório/Educandário. Enfermagem;Leprosy. Oral History. Preventorium. Nursing
Data do documento: 19-Fev-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CABRAL, Ana Michele de Farias. Experiences shared by children of parents separated by leprosy at RN in the light of oral History of Life.. 2013. 143 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: Several epidemics marked the lives of individuals and communities in all historical periods, and a prime example is leprosy, infectious disease marked by stigma, prejudice and social exclusion. In the past, the compulsory isolation of patients with leprosy caused serious social and psychological problems, resulting in the separation and the partial or total disruption of the family relationship. Children deprived of this living, removed often inhumanely, were kept and bred in preventoriums / educational establishments. This study aimed to: rescue the oral history of life of the children of leprosy patients that were built in preventorium Osvaldo Cruz, Natal, Rio Grande do Norte; develop a contextual analysis about these children; know the life trajectory of children of leprosy patients institutionalized in preventoriums / educational establishments; produce a documentary on the history of life of children of parents separated by leprosy; forming MORHAN of Rio Grande do Norte state; and implement the I Meeting of MORHAN of Rio Grande do Norte state. This is an exploratory and descriptive study, with a qualitative approach, approved by the ERC No. 024/024/2012 Liga Norteriograndense Contra o Câncer. We used the contributions of the method and technique of oral history of life as methodological reference. We interviewed 10 individuals egress from preventorium Osvaldo Cruz in Natal/RN, sons of former patients proven to be residents in the city, of both sexes, older than 18, with cognitive, intellectual and emotional conditions preserved. The analysis of the histories obtained from collaborators was performed in the light of Thematic Content Analysis. The results and discussions are presented through two articles which meet the proposed objectives. The first, called Contextual Analysis on the children of leprosy patients in preventoriums aimed to record the phenomenon of children of leprosy patients in preventorium through four contextual levels, which identified the need to broaden the debate on public policy in the field of leprosy as a way to enable more effective measures to propagate in the search for harm reduction and direct consequences resulting from stigma and marginalization around patients and their healthy children, egress from preventoriums. The second, Leprosy and the denial of history: the story of separated children , aimed to know the life trajectory of children of leprosy patients who were institutionalized in preventoriums / educational establishments. In this article, we discuss the research question through the establishment of three main themes: 1. Losses and damages: disintegration and reintegration into the family and denied childhood; 2. Unforgettable: remarkable things you do not forget; and 3. Expectancy in living new situations: in search of other paths and destinations. These thematic axis highlighted the negative implications for the lives of the subjects, arising from the separation of their parents, leprosy patients at the time of compulsory isolation; however, has also been shown that this separation was not decisive in their life histories, once they have succeeded in providing a new sense of these experiences and lead their lives with dignity and fortitude. It was concluded that these children demonstrated resilience as form of defense and fighting stigma and prejudice, being able to reinvent themselves and build new paths and destinations
metadata.dc.description.resumo: Várias epidemias marcaram a vida das pessoas e coletividades, em todos os períodos históricos, sendo um dos principais exemplos a hanseníase, doença infecto-contagiosa, marcada pelo estigma, preconceito e exclusão social. No passado, o isolamento compulsório dos pacientes portadores de hanseníase causou sérios problemas sociais e psicológicos, resultando no afastamento e na ruptura total ou parcial do vínculo familiar. Os filhos privados desse convívio, retirados muitas vezes de forma desumana, foram confinados e criados em preventórios/educandários. Este estudo teve como objetivo: resgatar a história oral de vida dos filhos de portadores de hanseníase que foram internos no preventório/educandário Osvaldo Cruz, Natal, Rio Grande do Norte; elaborar uma análise contextual sobre os filhos de portadores nos preventórios; conhecer a trajetória de vida de filhos de doentes de hanseníase institucionalizados em preventórios/educandários; elaborar um documentário sobre a história de vida dos filhos separados da Hanseníase; formar o MORHAN-Potiguar; e implementar o I Encontro Estadual do MORHAN-Potiguar. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, com uma abordagem qualitativa, aprovado pelo CEP nº 024/024/2012 - Liga Norteriograndense de Câncer. Utilizou-se das contribuições do método e técnica da história oral de vida como referencial metodológico. Entrevistou-se 10 egressos do preventório/educandário Osvaldo Cruz em Natal/RN, filhos de ex-doentes comprovadamente, residentes na capital potiguar, de ambos os sexos; maiores de idade; com condições cognitivas, intelectuais e emocionais preservadas. A análise das histórias obtidas dos colaboradores foi realizada à luz da Análise de Conteúdo Temática. Os resultados e discussões são apresentados através de dois artigos, os quais atendem aos objetivos propostos. O primeiro denominado: Análise contextual sobre os filhos de portadores de hanseníase nos preventórios objetivou registrar o fenômeno dos filhos de portadores de hanseníase no preventório, através de quatro níveis contextuais, os quais identificaram a necessidade de ampliação do debate em torno das políticas públicas no campo da hanseníase, como forma de possibilitar que medidas mais efetivas sejam propagadas, na busca pela redução dos danos e consequências diretas resultantes do estigma e marginalização em torno dos doentes e seus filhos sadios, egressos de preventórios. O segundo, Hanseníase e a negação da história: trajetória de filhos separados, objetivou conhecer a trajetória de vida de filhos de doentes de hanseníase que foram institucionalizados em preventórios/educandários. Neste artigo, discute-se a questão de pesquisa através do estabelecimento de três eixos temáticos: 1. Perdas e danos: desintegração e reintegração familiar e a infância negada; 2. Inesquecível: coisas marcantes que não se esquece; 3. Expectativa em viver o novo: em busca de outros caminhos e destinos. Esses eixos temáticos destacaram as implicações negativas para a vida dos colaboradores, decorrentes da separação dos seus pais doentes de hanseníase na época do isolamento compulsório, no entanto, também foi evidenciado que essa separação não foi determinante em suas histórias de vida, haja vista, terem conseguido proporcionar um novo sentido a essas vivências e conduzirem suas vidas com dignidade e fortaleza. Concluiu-se que os filhos separados demonstraram resiliência como forma de defesa e enfrentamento do estigma e preconceito; sendo capazes de se reinventarem e construírem novos caminhos e destinos
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14786
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnaMFC_DISSERT.pdf2,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.