Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16927
Title: Habitação e modernização: Cidade Nova e maneiras de viver em Natal no início do século XX
Authors: Costa, Ricardo José Vilar da
Keywords: Primeira-República em Natal;Habitação;Cidade Nova;História social;First Republic in Natal;Habitation;Cidade Nova;Social History
Issue Date: 22-Aug-2008
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Ricardo José Vilar da. Habitação e modernização: Cidade Nova e maneiras de viver em Natal no início do século XX. 2008. 144 f. Dissertação (Mestrado em História e Espaços) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Abstract: Analyses the presence of new standards of habitation detected in the construction of the region called Cidade Nova, in the first s years of the XX century. Associates the presence of these new patterns with the historical moment lived by the capital, marked by the urban modernization and by the changes of local life. Map voices that, introduced by the republican groups since 1889, pronounced the overcome of the old city of the XIX century asseverated a new model of town. Make use, as fundamental fonts of research, of the urban chronicles produced by the local intellectuals and the newspapers, like A República. Dialog with chronics that includes since propositions about the colonial past until the preoccupations about the acting of the State on how to order the public space. Identifies on those texts the political motivations and the elements whose where inherent to capitalism that accelerated the changes occurred in the urban space. Demonstrates the gradual occupation of Cidade Nova as an important modification happened in the city from that time on. That neighborhood adopted a new model on how to construct the houses of their citizens and helped to promote the urban life as a whole. From now on, Natal has a space meant for the home of their richest families. Recognizes, from many ways, many discourses, manners of living that was legitimized by the changing of the XIX to the XX century and has his highest point in the 1920´s. And it was representative of the strong attachment about the habits of refinery and order in the essence of the private life of the local urban elites
Portuguese Abstract: Analisa a presença de novos padrões de moradia em Natal, detectados na construção da região da Cidade Nova, nos primeiros anos do século XX. Associa a presença desses novos padrões habitacionais ao momento histórico vivido pela capital, marcado pela modernização urbana e pela mudança nos modos de vida. Mapeia as vozes que, consolidadas nos grupos republicanos desde 1889, pronunciavam a superação da cidade antiga do século XIX e afirmavam um novo modelo de cidade. Utiliza como fontes principais crônicas urbanas produzidas por intelectuais locais e por periódicos, destacadamente A República. Trabalha com crônicas que incluem desde enunciados sobre o passado colonial até as preocupações sobre a atuação do Estado na ordenação do espaço publico. Identifica nas crônicas as motivações políticas e os elementos inerentes ao próprio capitalismo que favoreceram para as mudanças ocorridas no espaço urbano. Demonstra que a gradual ocupação da Cidade Nova, com um padrão inovador na arquitetura das casas e na organização do espaço público, representou importante mutação na cidade, que passou a dispor de uma área estritamente residencial e destinada a abrigar as famílias de maior poder econômico. Identifica, a partir dos vários discursos, maneiras de viver que se afirmaram na transição do século desde o início do século XX e atingiram seu auge a partir da década de 1920, sendo estas representativas do apego ao refinamento e à ordenação no âmbito da vida privada de suas elites urbanas
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16927
Appears in Collections:PPGH - Mestrado em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RicardoJVC.pdf1,92 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.