Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17456
Título: A constituição da identidade em crianças vítimas de abuso sexual
Autor(es): Minchoni, Tatiana
Palavras-chave: Identidade;Constituição do sujeito;Infância;Violência, abuso sexual;Identity;Subject constitution;Childhood;Violence;Sexual abuse
Data do documento: 4-Abr-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MINCHONI, Tatiana. A constituição da identidade em crianças vítimas de abuso sexual. 2010. 263 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: Subject s identity is constituted in the relation with the other, which is characterized by dialeticity, and is configured as an identification and/or recognize movement, and strangeness and/or distance. In social interactions, people with whom subject relates himself assign meanings to him and, from these, the subject will ressignify, producing sense about himself. In other words, is through these interactions that subjects organizes themselves, recognize what is yours, and acquire the sense about themselves. It can be highlighted, too, the social-historic context s importance in the self-constitution process, whereas, from this, the subject produces particular forms of perception about reality charged with cultural meaning. Thus, the self-conception, the manners of thinking, of being, of relates, of take position against experiences, coming from values internalization, roles and related, are permeated by the manner witch the others relates themselves with the subject. However, when the relation with the other happens to be in a violent way, like in children sexual abuse, there are implications in the subjects constitution, whereas violates his physical and psychological integrities, as well as the rights of dignity, respect and even healthy physical, psychological and sexual developments. Therefore, this work aims to investigate how the identity process is constituted in children victims of sexual abuse. As specific aims the research proposes: 1) to characterize the relations between child and abuser, before and after the abuse act; 2) to identify images that the subjects, abuse victims, have about themselves and; 3) to identify the features of subject s relation with their own body. Toward this aims, procedures involving drawings, painting, collage, photography, activities with cardboard, colored pens, glue and tissue snips. The research took place at the Social Assistance Specialized Reference Center, where there is the treatment of children who suffered of rights violation, which includes sexual abuse. The research subjects were 3 girl children, between 6 and 10 years old, victims of sexual abuse. The corpus analyses was done through Thematic Content Analysis, structured in three meaning nucleus: 1) self-reference without the explicit attendance of other s discourse; 2) self-reference with the explicit attendance of other s discourse; 3) The other abuser. The analysis indicates that children, research subjects, have deteriorated images about themselves, about their bodies, which is consistent with the studies in the children and adolescents sexual violence field. In the other hand, were identified, too, self-references with positive values in the cases with mention about their way-of-being, which can be read as important to subject s development. About the other s discourse towards the subjects, were identified positive observations and found that these can contribute to subject s self-image reorganization. The contribution of negative comments, on the other hand, was showed in a more clear and incisive form in subject s constitution. There is, yet, an overvaluation of the other s discourse, so the meanings attributed toward them by the other are internalized, overshadowing the self-appreciation. To conclude, it can be highlighted that the need of psychological accompaniment of the children victims of sexual abuse, based on the possibility of this trauma experience elaboration, trying to overcome, as well as can be expected that this research s results contributes to the practices of professionals who work with subjects who have their rights violated
metadata.dc.description.resumo: A identidade do sujeito é constituída na relação com o outro, a qual se caracteriza pela dialeticidade e se configura como um movimento de identificação e/ou reconhecimento, e estranheza e/ou afastamento. Nas interações sociais, as pessoas com as quais o sujeito se relaciona atribuem significados a ele e, a partir desses, o sujeito irá ressignificá-los, produzindo sentidos de si mesmo. Ou seja, é por meio dessas que os sujeitos se organizam, percebem o que lhes é próprio, e adquirem o senso de si mesmo. Destaca-se, também, a importância do contexto sócio-histórico no processo de constituir-se, pois, a partir deste, o sujeito produz formas particulares de percepção da realidade carregadas de significação cultural. Portanto, a concepção de si, a forma de pensar, de ser, de se relacionar, de se posicionar diante das vivências, oriundas da internalização dos valores, normas e afins, é perpassada pela maneira com que os outros se relacionam com o sujeito. Entretanto, quando a relação com o outro se dá de forma violenta, como no abuso sexual de crianças, há implicações na constituição do sujeito, pois viola sua integridade física e psicológica, assim como o direito à dignidade, ao respeito e ao próprio desenvolvimento físico, psicológico e sexual salutar. Assim, este trabalho tem por objetivo investigar como se constitui o processo de identidade de crianças vítimas de abuso sexual. Como objetivos específicos a pesquisa se propõe a: 1) caracterizar as relações entre criança e abusador, anterior e posterior ao abuso; 2) identificar imagens que os sujeitos, vítimas de abuso, têm de si e 3) identificar as características da relação do sujeito com o próprio corpo. Para tanto, foram realizados procedimentos envolvendo desenho, pintura, colagem, fotografias, atividades com cartolina, canetas coloridas, cola e retalhos de tecido. A pesquisa foi realizada no Centro de Referência Especializado em Assistência Social, onde há o atendimento a crianças que sofreram violação dos seus direitos, dentre os quais se inclui o abuso sexual. Os sujeitos da pesquisa foram três crianças, do sexo feminino, com idade entre 6 e 10 anos, vítimas de abuso sexual. A análise do corpus foi realizada por meio de Análise de Conteúdo Temática, estruturando-se em três núcleos de sentido: 1) referência a si mesmo sem o comparecimento explícito do discurso do outro; 2) referência a si com o comparecimento explícito do discurso do outro e 3) O outro abusador. As análises indicam que as crianças, sujeitos da pesquisa, possuem uma imagem de si, de seu corpo, deteriorada, informação condizente com os estudos na área de violência sexual em crianças e adolescentes. Por outro lado, foram identificadas, também, referências a si com conotação positiva nos casos em que aludiam ao seu jeito de ser, o que se configura como importante para o desenvolvimento dos sujeitos. Acerca do discurso do outro em relação aos sujeitos, foram identificadas observações positivas e constatou-se que tais considerações podem contribuir para que o sujeito reorganize a imagem que tem de si. A contribuição dos comentários negativos, por sua vez, apresentou-se de forma mais clara e incisiva na constituição do sujeito. Ainda, há uma supervalorização do discurso do outro, de forma que os significados atribuídos a elas, pelo outro, são internalizados, ofuscando a valoração de si. Por fim, ressalta-se a necessidade do acompanhamento psicológico de crianças vítimas de abuso sexual, pela possibilidade de elaboração da vivência desse trauma, na tentativa de superação, bem como se espera que o produto desta pesquisa contribua para a prática dos profissionais que atuam junto aos sujeitos que têm seus direitos violados
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17456
Aparece nas coleções:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tatiana Minchoni_DISSERT.pdf4,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.