Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17458
Título: Exploração sexual comercial de crianças e adolescentes : o estado da arte nas produções acadêmicas em psicologia
Autor(es): Mello, Leonardo Cavalcante de Araújo
Palavras-chave: Exploração sexual comercial;Crianças e adolescentes;Estado da arte;Pesquisa qualitativa;Produção do conhecimento;Commercial sexual exploitation;children and adolescents;State of the art;qualitative research;knowledge production
Data do documento: 10-Mar-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MELLO, Leonardo Cavalcante de Araújo. Exploração sexual comercial de crianças e adolescentes : o estado da arte nas produções acadêmicas em psicologia. 2010. 230 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: The Commercial Sexual Exploitation of Children and Adolescents (ESCCA) is a phenomenon that has been given priority in public policy agenda of many democratic governments of Western countries and civil sectors of society, besides the object of studies in different fields of knowledge. Psychology is among these areas and is considered one of the references in the construction of knowledge and actions to confront the phenomenon. However, the epistemological foundations of psychological science are quite different, and so, several are his speeches, knowledge produced and ways of conceiving man and the world. This is evident in the publications of psychology on ESCCA. This work aims to achieve a state of the art of psychology publication in Brazil (in the post-graduation - through theses and dissertations - and journals) on the Commercial Sexual Exploitation of Children and Adolescents. More specifically try to evidence (a) what conceptions of commercial sexual exploitation of children and adolescents the authors lists, (b) what are aimed at research and publications, (c) how the research and issues are justified, and (d) that theoretical approaches the authors are affiliated and methodological possibilities are applied to range the aim proposed in their work. In order to do so, a survey was conducted in the major index sites (eg, BVS-Psi, Capes, theses and dissertations database of university libraries) of the material, covering the period 1990 to 2007. Through research on these sites, we built a database, including information relating to the work sought from specific descriptors for studies in the area of victimization of children and adolescents, with reference to a list provided by Faleiros (2000). After reading the summary of the work, the number of recovered 25 productions was reached - including theses, dissertations and articles. For analysis of the material used in the analysis of thematic content. Two axes themes were established in order to guide the analysis: conceptual elements of commercial sexual exploitation, and theoretical and methodological strategies employed. The axes have as reference for analysis a chapter built on the concept of commercial sexual exploitation, so that all analysis is anchored on it. The analysis points to the existence, still strong, conceptual and terminological confusion about ESCCA. Few studies have not demonstrated this confusion, maintaining a consistent theoretical approach. In relation to the theoretical and methodological strategies, there is a great diversity of approaches in psychology surrounding the phenomenon of ESCCA, enriching levels of understanding and action. This diversity reflects a constitutive heterogeneity of psychological science. We emphasize the perspective of socio-historical psychology, most frequently among the publications. It is hoped that this research will help advance the qualitative approach to ESCCA, especially in the field of psychology, as well as contribute to new research in the area and construction of new means of addressing this human rights violation
metadata.dc.description.resumo: A Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes (ESCCA) é um fenômeno que vem tendo prioridade nas agendas de políticas públicas de muitos governos democráticos dos países ocidentais e setores da sociedade civil, além de se constituir em objeto de estudos em diferentes áreas de conhecimento. A Psicologia figura-se dentre essas áreas e é considerada uma das referências na construção de conhecimento e de ações para enfrentamento do fenômeno. Contudo, as bases epistemológicas da ciência psicológica são bastante diversas, e logo, diversos são seus discursos, saberes produzidos e formas de se conceber o homem e o mundo. Tal fato é evidente nas publicações da psicologia que tratam da ESCCA. Assim, este trabalho tem por objetivo realizar um estado da arte das produções em psicologia no Brasil (em programas de pós-graduação através de teses e dissertações - e periódicos da área) sobre a Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes. Mais especificamente se buscará evidenciar (a) que concepções de exploração sexual comercial de crianças e adolescentes os autores elencam, (b) o que visam as pesquisas e produções, (c) como são justificadas as pesquisas e temáticas, e (d) a que abordagens teóricas os autores se filiam e que possibilidades metodológicas recorrem para o alcance do(s) objetivo(s) proposto(s) em seus trabalhos. Para tanto, foi realizado um levantamento nos principais sites indexadores (por exemplo, BVS-Psi, periódicos Capes, Bancos de teses e dissertações de bibliotecas universitárias) do material, referente ao período de 1990 a 2007. Por meio de pesquisas nesses sites, foi construído um banco de dados, comportando informações referentes aos trabalhos buscados a partir de descritores específicos para estudos na área de vitimização de crianças e adolescentes, tendo como referência uma lista fornecida por Faleiros (2000). Após leitura do resumo dos trabalhos, chegou-se ao número de 25 produções recuperadas dentre teses, dissertações e artigos. Para análise do material recorreu-se à análise de conteúdo temática. Foram estabelecidos 2 eixos temáticos norteadores das análises: elementos conceituais da exploração sexual comercial, e estratégias teórico-metodológicas empregadas. Os eixos têm como referência para análise capítulo construído acerca do conceito de exploração sexual comercial, de forma que todas as análises se ancoraram neste. As análises apontam para a existência, ainda forte, de confusão conceitual e terminológica acerca da ESCCA. Poucos trabalhos não apresentam essa confusão, mantendo um percurso teórico consistente. Em relação às estratégias teóricometodológicas há uma grande diversidade de abordagens na psicologia cercando o fenômeno da ESCCA, enriquecendo os patamares de ação e compreensão. Tal diversidade reflete a heterogeneidade constitutiva da ciência psicológica. Destacamos a perspectiva da Psicologia sócio-histórica, com maior freqüência dentre os referencias que comparecem. Espera-se que essa pesquisa ajude no avanço qualitativo de abordagem à ESCCA, principalmente no campo da Psicologia, além de contribuir para novas pesquisas na área e construção de novas práticas de enfrentamento dessa violação de direitos humanos
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17458
Aparece nas coleções:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LeonardoCAM_DISSERT.PDF828,71 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.