Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19051
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSouza, Fabia Jaiany Viana de-
dc.contributor.authorMelo, Mariana Medeiros Dantas de-
dc.contributor.authorAraújo, Aneide Oliveira-
dc.contributor.authorSilva, Maurício Corrêa da-
dc.date.accessioned2015-05-20T18:28:41Z-
dc.date.available2015-05-20T18:28:41Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.citationSOUZA, F. J. V. et al. Eficiência dos gastos públicos em assistência hospitalar: um estudo nas capitais brasileiras no período de 2008 a 2010. Holos, v. 1, p. 203-213, 2013. ISSN 1807-1600. Disponível em: <http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/1061/651>. Acesso em: 18 maio 2015.pt_BR
dc.identifier.issn1807-1600-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19051-
dc.description.abstractO aumento nos custos da área de saúde tem sido fonte constante de preocupação dos gestores, sendo notória a necessidade de controlar os gastos e melhorar a alocação dos recursos disponíveis. Esta pesquisa tem como objetivo geral analisar a eficiência dos gastos públicos com assistência hospitalar nas capitais brasileiras nos anos de 2008 a 2010. Foram utilizadas as pesquisas descritiva, bibliográfica, quantitativa e qualitativa. A coleta de dados foi realizada nos sítios da Secretaria do Tesouro Nacional e do DATASUS. Os resultados revelaram que as despesas com assistência hospitalar foram, em média, R$ 334.760.928,25 em 2008, R$ 403.151.579,13 em 2009 e R$ 368.373.168,56 em 2010. Constatou-se, ainda, que, em média, os gastos com assistência hospitalar por habitante das capitais pesquisadas foram R$175,12 (2008), R$199,42 (2009) e R$204,80 (2010) e que Porto Velho, Boa Vista e Manaus foram aquelas com as menores razões desse tipo de despesa por habitante nos anos de 2008 e 2009, e, em 2010, as capitais foram Macapá, Belém e Manaus e aquelas com maiores gastos por habitante nos três anos pesquisados foram Porto Alegre, Campo Grande e Belo Horizonte. Conclui-se que dentre as 22 capitais pesquisadas, 4 delas (Goiânia, João Pessoa, Macapá e São Paulo) foram eficientes em 2008, 4 (Florianópolis, João Pessoa, Macapá e São Paulo) foram consideradas eficientes pela observação de seus escores em 2009, e, em 2010, a eficiência foi visualizada em 5 capitais (Florianópolis, Macapá, Manaus, São Luís e São Paulo)pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectAlocação de recursos públicos - Brasilpt_BR
dc.subjectAssistência hospitalar - Alocação de recursos públicospt_BR
dc.titleEficiência dos gastos públicos em assistência hospitalar: um estudo nas capitais brasileiras no período de 2008 a 2010pt_BR
dc.typearticlept_BR
Appears in Collections:CCSA - DCC - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EficiênciaGastosPúblicos_2013.pdf573,06 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.