Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19124
Título: A educação financeira e a sua influência na tomada de decisões
Autor(es): Souza, Fabia Jaiany Viana de
Farias, Maria das Vitórias de Macedo
Steppan, Adriana Isabel Backes
Silva, Mauricio Correa da
Palavras-chave: Finanças comportamentais;Educação financeira;Tomada de decisões
Data do documento: 2011
Citação: SOUZA, Fabia Jaiany Viana de et al. A educação financeira e a sua influência na tomada de decisões. R. Cont. UFBA, Salvador, v. 5, n. 2, p. 81-95, maio/ago. 2011. ISSN 1984-3704. Disponível em: <http://www.portalseer.ufba.br/index.php/rcontabilidade/article/viewArticle/5137>. Acesso em 14 maio 2015.
Resumo: As Finanças Comportamentais determinam que algumas variáveis econômicas não podem ser descritas pelas condições de equilíbrio da teoria moderna, uma vez que os agentes financeiros tomam decisões muitas vezes incompatíveis com aquelas baseadas em expectativas racionais. Essa pesquisa consiste em verificar se os indivíduos que possuem conhecimento financeiro apresentam menos erros sistemáticos no processo de tomada de decisões. Para tanto, a metodologia adotada constitui-se de um estudo descritivo, tendo como finalidade investigar, através de uma analise qualitativa, a influência da educação financeira na tomada de decisões. Para a coleta de dados, realizou-se a aplicação aleatória de questionários que continham 6 problemas que foram replicados da investigação de Kaheman e Tversky (1979) junto a uma amostra composta por 154 estudantes que foram divididos em dois grupos distintos: Grupo 1, estudantes do curso de Ciências Contábeis, que são pessoas com uma boa instrução financeira, e Grupo 2, estudantes dos cursos de Letras e Ciências Sociais, indivíduos teoricamente com baixo nível de instrução financeira. Os resultados obtidos evidenciaram que o grupo que possuía uma melhor instrução financeira, assim como toda amostra, preferiu escolher as decisões que apresentavam um ganho mais certo, ao invés de analisar qual das alternativas propostas proporcionava maior retorno, e a partir dessa análise, tomar a melhor decisão. Diante dos resultados, pode-se concluir que a educação financeira não influenciou a tomada de decisão da amostra pesquisada, pois foi possível constatar a presença de erros sistemáticos no processo de tomada de decisão, mesmo no grupo que apresentava uma melhor instrução financeira
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/19124
ISSN: 1984-3704
Aparece nas coleções:CCSA - DCC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EducaçãoFinanceiraInfluência_2011.pdf224,75 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.