Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19217
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorBorges, Erivan Ferreira-
dc.contributor.authorRodrigues, Jomar Miranda-
dc.contributor.authorSilva, Maurício Corrêa da-
dc.contributor.authorBorges, Gilmara Mendes da Costa-
dc.contributor.authorPaulo, Edilson-
dc.date.accessioned2015-09-11T14:39:04Z-
dc.date.available2015-09-11T14:39:04Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.citationBORGES, Erivan Ferreira et al. Heritage assets: tangíveis ou intangíveis? Pensar Contábil, Rio de Janeiro, v. 15, n. 56, p. 42-47, jan./abr., 2013. ISSN 2177-417X. Disponível em: <http://www.atena.org.br/revista/ojs-2.2.3-06/index.php/pensarcontabil/article/view/1544>. Acesso em: 26 maio 2015.pt_BR
dc.identifier.issn2177-417X-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/19217-
dc.description.abstractNa última década houve inúmeras discussões sobre a reformulação e/ou emissão de novas de normas contábeis nos diversos ambientes econômicos. Algumas dessas discussões têm recebido uma atenção especial, pois tratam de alguns elementos patrimoniais ou eventos econômicos, até então, não comumente observados pela Contabilidade. O artigo apresenta uma discussão sobre um desses itens, o heritage assets (ativos hereditários), objetivando analisar um entre vários pontos dissonantes em relação a sua abordagem: heritage assets são tangíveis ou intangíveis? O fundamento é que esta discussão pode evidenciar, entre outros aspectos, como têm sido tratados e observados temas emergentes à Contabilidade, presentes no processo de convergência às normas internacionais. Nessa perspectiva, apresentam-se alguns fundamentos teóricos sobre os conceitos de ativos tangíveis e intangíveis, fazendo-se um paralelo com aqueles advindos dos órgãos reguladores internacionais. No contexto metodológico, lança-se mão de uma pesquisa junto aos autores brasileiros que atuam na área de contabilidade pública, procedimento que permitiu uma análise crítica a partir das respostas obtidas. Do contexto obtido na pesquisa, observam-se dois aspectos em destaque: a inexistência de consenso sobre a eventual prevalência de um conceito sobre o outro; e o desconhecimento do tema por parte de alguns pesquisados. Apesar das limitações metodológicas do trabalho, em relação ao número de respostas obtidas, os achados evidenciam que pode existir um descompasso entre o cenário nacional e internacional na discussão de temas emergentes que o processo de convergência exige, abrindo campo para futuras pesquisas que objetivem verificar empiricamente este descompassopt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectHeritage assetspt_BR
dc.subjectAtivos tangíveispt_BR
dc.subjectAtivos intangíveispt_BR
dc.titleHeritage assets: tangíveis ou intangíveis?pt_BR
dc.typearticlept_BR
Aparece nas coleções:CCSA - DCC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HeritageAssetsTangiveis_2013.pdf91,93 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.