Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19550
Título: A simulação realística como estratégica de ensino-aprendizagem em enfermagem
Autor(es): Costa, Raphael Raniere de Oliveira
Palavras-chave: Enfermagem;Formação em saúde;Simulação clínica
Data do documento: 14-Nov-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA, Raphael Raniere de Oliveira. A simulação realística como estratégica de ensino-aprendizagem em enfermagem. 2014. 100f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: The study aims to examine the methodology of realistic simulation as facilitator of the teaching-learning process in nursing, and is justified by the possibility to propose conditions that envisage improvements in the training process with a view to assess the impacts attributed to new teaching strategies and learning in the formative areas of health and nursing. Descriptive study with quantitative and qualitative approach, as action research, and focus on teaching from the realistic simulation of Nursing in Primary Care in an institution of public higher education. . The research was developed in the Comprehensive Care Health discipline II, this is offered in the third year of the course in order to prepare the nursing student to the stage of Primary Health Care The study population comprised 40 subjects: 37 students and 3 teachers of that discipline. Data collection was held from February to May 2014 and was performed by using questionnaires and semi structured interviews. To do so, we followed the following sequence: identification of the use of simulation in the discipline target of intervention; consultation with professors about the possibility of implementing the survey; investigation of the syllabus of discipline, objectives, skills and abilities; preparing the plan for the execution of the intervention; preparing the checklist for skills training; construction and execution of simulation scenarios and evaluation of scenarios. Quantitative data were analyzed using simple descriptive statistics, percentage, and qualitative data through collective subject discourse. A high fidelity simulation was inserted in the curriculum of the course of the research object, based on the use of standard patient. Three cases were created and executed. In the students’ view, the simulation contributed to the synthesis of the contents worked at Integral Health Care II discipline (100%), scoring between 8 and 10 (100%) to executed scenarios. In addition, the simulation has generated a considerable percentage of high expectations for the activities of the discipline (70.27%) and is also shown as a strategy for generating student satisfaction (97.30%). Of the 97.30% that claimed to be quite satisfied with the activities proposed by the academic discipline of Integral Health Care II, 94.59% of the sample indicated the simulation as a determinant factor for the allocation of such gratification. Regarding the students' perception about the strategy of simulation, the most prominent category was the possibility of prior experience of practice (23.91%). The nervousness was one of the most cited negative aspects from the experience in simulated scenarios (50.0%). The most representative positive point (63.89%) pervades the idea of approximation with the reality of Primary Care. In addition, professors of the discipline, totaling 3, were trained in the methodology of the simulation. The study highlighted the contribution of realistic simulation in the context of teaching and learning in nursing and highlighted this strategy while mechanism to generate expectation and satisfaction among undergraduate nursing students
metadata.dc.description.resumo: O estudo tem por objetivo analisar a metodologia da simulação realística como instrumento facilitador do processo de ensino aprendizagem em enfermagem, e justifica-se pela possibilidade em propor condições que vislumbrem melhorias no processo de formação na perspectiva de mensurar os impactos atribuídos a novas estratégias de ensino e aprendizagem nos espaços formativos de saúde e enfermagem. Estudo descritivo com abordagem quanti-qualitativa, do tipo pesquisaação, tendo foco no ensino a partir da simulação realística em Enfermagem na Atenção Básica em uma Instituição de Ensino Superior Pública. A pesquisa foi desenvolvida na disciplina de Atenção Integral a Saúde II, esta é ofertada no terceiro ano do curso com a finalidade de preparar o acadêmico de enfermagem para o cenário de Atenção Primária à Saúde. A população do estudo constituiu-se por 40 sujeitos: 37 discentes e 3 docentes da referida disciplina. A coleta de dados aconteceu no período de fevereiro a maio de 2014, e deu-se por meio de questionários e entrevistas semiestruturados. Para tanto, seguiu-se a seguinte sequencia: identificação do uso da simulação na disciplina alvo da intervenção; consulta a docentes sobre a possibilidade de execução da pesquisa; averiguação da ementa da disciplina, objetivos, competência e habilidades; elaboração do esquema de execução da intervenção; elaboração do checklist para treinamento de habilidades; construção e execução dos cenários de simulação e avaliação dos cenários. Os dados quantitativos foram analisados a partir da estatística descritiva simples, percentual, e os qualitativos através do Discurso do Sujeito Coletivo. A simulação de alta fidelidade foi inserida no componente curricular da disciplina objeto da pesquisa, a partir do uso de paciente-padrão. Foram criados e executados 3 casos. Na visão discente, a simulação contribuiu para a síntese dos conteúdos trabalhados durante a disciplina de atenção integral a saúde II (100%), atribuindo notas entre 8 e 10 (100%) aos cenários executados. Além disso, a simulação gerou um percentual considerável de grandes expectativas para as atividades da disciplina (70,27%) e também se mostrou como uma estratégia geradora de satisfação discente (97,30%). Dos 97,30% que sinalizaram estarem bastante satisfeitos com as atividades acadêmicas proposta pela disciplina de Atenção Integral a Saúde II, 94,59% da amostra apontou a simulação como um fator determinante para a atribuição dessa satisfação. Consoante, a simulação é percebida por 23,91% como metodologia que proporciona uma vivência prévia da prática. O nervosismo foi um dos pontos negativos mais citados a partir da vivência nos cenários simulados (50,0%). O ponto positivo mais representativo (63,89%) perpassa a ideia de aproximação com a realidade da Atenção Básica. Além disso, os docentes da disciplina, no total de 3, foram capacitados na metodologia da simulação. O estudo ressaltou a contribuição da simulação realística no contexto do ensino e aprendizagem em Enfermagem e evidenciou esta estratégia como mecanismo gerador de expectativa e satisfação entre discente da graduação em Enfermagem
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19550
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RaphaelRaniereDeOliveiraCosta_DISSERT.pdf1,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.