Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20374
Título: Influência do zinco no desempenho muscular em mulheres jovens e idosas
Autor(es): Bezerra, Maria Aparecida
Palavras-chave: Envelhecimento;Zinco;Nutrição;Força muscular;Dinamômetro de força muscular
Data do documento: 15-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BEZERRA, Maria Aparecida. Influência do zinco no desempenho muscular em mulheres jovens e idosas. 2013. 20f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
metadata.dc.description.resumo: Introdução: O decréscimo na função muscular durante o envelhecimento limita a capacidade funcional e, consequentemente, a independência física. Este estudo objetivou avaliar a efetividade do zinco na força, resistência e equilíbrio muscular em mulheres idosas. atendidas em área de abrangência da Unidade de Saúde da Família do Sistema Único de Saúde. Metodologia: Ensaio clínico randomizado duplo cego. Os participantes (n = 38) foram aleatoriamente distribuídos em 4 grupos de comparações. Grupo controle (n= 18): mulheres sadias, idade entre 20 e 30 anos; subgrupo 1 (n=9): ingeriram placebo; subgrupo 2 (n=9): ingeriram 25 mg Zn++. . Grupo experimental (n = 20): mulheres sadias, idade entre 60 e 80 anos; subgrupo 1 (n=10): iniciaram placebo; subgrupo 2 (n=10): ingeriram 25 mg Zn++. O seguimento teve duração de 90 dias, seguindo a rotina de acompanhamento padrão da assistência do Programa de Saúde da Família. Os parâmetros de força, resistência e equilíbrio muscular foram estimados pelo torque isocinético normalizado para peso corporal, do quadríceps e dos isquiotibiais nas velocidades angulares de 60°/s e de 180°/s, avaliados no Dinamômetro Isocinético Computadorizado. Foram determinados: hemograma, glicose, colesterol total, colesterol-HDL, triglicerídeos, FSH, LH, estradiol, IGF-I, osteocalcina, TSH, FT4 e zinco. Os hormônios dosados pelo método de quimioluminescência; hemograma realizado por auto-analisador; glicose e lipídios por auto-analisador. O zinco foi determinado pelo método de espectrofotometria de absorção atômica. Resultado: na medida inicial de força dos isquiotibiais não houve diferença significativa entre os grupos. Na medida seguimento, apenas as idosas controle (58,53±16,37 p=0,01) mostraram redução significativa da força em relação ao Controle Jovem (84,15±27,60). Na mediada inicial de resistência muscular, os dois grupos de idosas mostraram diferença significativa em relação à resistência muscular das jovens. Na medida seguimento de resistência muscular, as Idosas Controle tinham médias significantemente menor que as Jovem Controle (45,03±9,01, p=0,007). Nas medidas do efeito dentro de cada grupo, houve aumento significativo em força e resistência dos isquiotibiais no grupo de Idosa Experimental e diminuição significativa no grupo controle. Entre os grupos, diferença de média significativa entre Idosa Zinco e Idosa Placebo no grupo (teste t independente monocaldal) muscular, isquiotibiais tanto para força (velocidade angular 60°/s) como para resistência (velocidade angular 180°/s). Nos isquiotibiais na velocidade angular a 60°/s a diferença de média foi de 8,97, p= 0,02%, na velocidade angular a 180°/s a diferença de média foi de 11,88, p=0,01. Conclusão: a diferença significativa entre as médias inicial e de seguimento, tanto de força como de resistência dos isquiotibiais entre idosa zinco e idosa placebo, mostrou a vulnerabilidade desses músculos durante o envelhecimento. Essas perdas foram minimizadas com a suplementação de zinco, indicando que a nutrição adequada deste micronutriente preveniu a perda de força e resistência muscular em mulheres com mais de 60 anos.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20374
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaAparecidaBezerra_TESE.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.