Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21444
Título: Nego veio é um sofrer: representação e subalternidade numa irmandade negra do Seridó
Autor(es): Goulart, Bruno
Palavras-chave: Folclore – Jardim de Seridó (RN);Irmandades – Jardim de Seridó (RN);Negros – Jardim de Seridó (RN);Cultura popular;Danças folclóricas;Festa do Rosário
Data do documento: 19-Out-2016
Citação: GOULART, Bruno. Nego veio é um sofrer: representação e subalternidade numa irmandade negra do Seridó. Natal: EDUFRN, 2016.
metadata.dc.description.resumo: Este é um livro sobre a irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Sebastião da cidade de Jardim do Seridó (RN) e os múltiplos dilemas vivenciados pelos negros do Rosário na irmandade, ao estabelecerem relações com intelectuais, autoridades públicas, padres etc. O objetivo do livro é problematizar o discurso da valorização cultural da irmandade e dos negros do Rosário por parte da cidade de Jardim do Seridó.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21444
Aparece nas coleções:EDUFRN - Ciências Humanas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Nego veio é um sofrer (livro digital).pdf3,78 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.