Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21644
Título: Os usos dos marcadores de responsabilidade enunciativa em redações do vestibular UFRN 2013
Autor(es): Santos, Julianne Pereira dos
Palavras-chave: Análise textual dos discursos;Responsabilidade enunciativa;Artigos de opinião
Data do documento: 26-Fev-2016
Citação: SANTOS, Julianne Pereira dos. Os usos dos marcadores de responsabilidade enunciativa em redações do vestibular UFRN 2013. 2016. 85f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: This research is based on Textual Analysis of Discourses, that is an approach proposed by Jean-Michel Adam (2011) with the aim to think text and discourse into new categories, one of them, our focus, is the category called Utterance Responsibility, that points to the "voices" of the text, to polyphony, to assumption or not of the utterances. In this sense, the aim of our investigation is to identify, to describe and to analyze the Utterance Responsibility at essays (opinion articles) writing by candidates to vestibular UFRN 2013. Thus, we seek to answer the following question: how is Utterance Responsibility characterized the opinion articles writing by students in selective process for college? From this central question, we observe if students assume responsibility at utterances, if they report another(s) source(s) of knowledge, as well language marks those lead us to identify different voices at statements and also points of views [PdV] of candidates. In addition to Textual Analysis of Discourses, we also reference other theoretical academics those focus on the voices’s study, such Rabatel (2005, 2009, 2010), Authier-Revuz (2004) and Rodrigues (2010). The results show that depending on gender requested greater tendency of candidate assumes Utterance Responsibility, through of epistemic mediation, in order to reaffirm his PdV, as a polyphonic feature known as argument from authority.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa, ancorada na Análise Textual dos Discursos, abordagem proposta por Jean-Michel Adam (2011), com o objetivo de pensar o texto e o discurso em novas categorias, focaliza a categoria chamada Responsabilidade Enunciativa, que corresponde às “vozes” do texto, à sua polifonia, à assunção ou não dos enunciados proferidos. Nesse sentido, estabelecemos como objetivos identificar, descrever e analisar artigos de opinião produzidos por candidatos ao vestibular da UFRN 2013 no que diz respeito à Responsabilidade Enunciativa. Procuramos responder à seguinte questão: como se caracteriza a Responsabilidade Enunciativa em artigos de opinião produzidos por alunos em processo seletivo de vestibular? A partir dessa pergunta central, observamos se o aluno assume a responsabilidade pelo que enuncia, se faz remissões a outra(s) fonte(s) do saber, que marcas linguísticas nos levam a identificar diferentes vozes nos enunciados e quais os pontos de vista [PdV’s] explicitados pelos candidatos. Além da Análise Textual dos Discursos, embasamo-nos também em pressupostos de outros teóricos que se debruçam sobre o estudo das vozes, a exemplo de Rabatel (2005, 2009, 2010), Authier-Revuz (2004) e Rodrigues (2010). Os resultados apontam, em decorrência do gênero solicitado na proposta de redação, uma maior tendência do candidato a assumir a responsabilidade enunciativa, usando a mediação epistêmica apenas para reforçar seu posicionamento, como um recurso polifônico conhecido como argumento de autoridade.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21644
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JuliannePereiraDosSantos_DISSERT.pdf10,46 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.