Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22449
Title: “Natal precisa de um skatepark”: política e cidadania entre skatistas da capital do Rio Grande do Norte
Authors: Moda, Rodrigo Balza
Keywords: Skateboard;Globalização;Consumo;Política;Cidadania;Natal-RN
Issue Date: 26-Aug-2016
Citation: MODA, Rodrigo Balza. “Natal precisa de um skatepark”: política e cidadania entre skatistas da capital do Rio Grande do Norte. 2016. 140f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O trabalho analisa algumas formas de fazer política entre adeptos do skateboard em Natal-RN. Diante da inexistência de locais apropriados para a prática dessa atividade na cidade, alguns sujeitos passaram a reivindicar pela construção de um skatepark público. Diferentes estratégias se fortaleceram. Dentre essas, destaca-se o exemplo do que ficou conhecido como, Movimento Skate Potiguar (MSP), uma série de manifestações, tais como, passeatas, reuniões com políticos e campeonatos, organizados em bairros da zona sul da cidade, bem como na Prefeitura e na Câmara Municipal de Vereadores, entre os anos de 2007 e 2011. A partir de uma descrição dessas mobilizações, orientada pela perspectiva dos Estudos Culturais, ingleses e latino-americanos, na égide de autores como, Stuart Hall (2005) e Nestor Garcia Canclini (2008), discute-se a questão do exercício da cidadania em tempos de globalização da cultura e da economia. De modo geral, este estudo procura mostrar que as mobilizações por uma pista de skate pública em Natal expressam uma nova maneira de reivindicar por direitos sociais, organizada não a partir de interesses de classe, gênero e nacionalidade, mas mediante o consumo de mercadorias e símbolos da cultura do skate, produzida e difundida por empresas de alcance transnacional e pelos meios de comunicação de massa.
Abstract: The paper analyzes some ways of doing politics between the skateboard in Natal-RN supporters. Due to the lack of appropriate places to practice this activity in the city, some guys started to demand the construction of a public skatepark. Different strategies have been strengthened. Among these, there is the example of what became known as Movement Potiguar Skateboard (MSP), a series of events, such as marches, meetings with politicians and championships, were organized in area neighborhoods south of the city, as well as in City Hall and the City Council Chamber, between the years 2007 and 2011. From a description of these mobilizations, guided by the perspective of cultural studies English and Latin America, under the auspices of authors such as Stuart Hall (2005) and Nestor Garcia Canclini (2008), is discusses the issue of citizenship in time of globalization of culture and economy. Overall, this study seeks to show that the mobilizations by a public skatepark on Natal express a new way to claim for social rights, organized not from class interests, gender and nationality, but by the consumption of goods and symbols skate culture, produced and disseminated by transnational reach of companies and mass media.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22449
Appears in Collections:PPGAS - Mestrado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NatalPrecisaSkatepark_Moda_2016.pdf2,91 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.