Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22462
Título: Os sentidos de ser preceptor nas experiências de integração ensino-serviço-comunidade de um município do nordeste brasileiro: desafios a educação na saúde
Autor(es): Oliveira, Janaíne Maria de
Palavras-chave: Atenção básica;Estratégia saúde da família;Preceptoria
Data do documento: 29-Jul-2016
Citação: OLIVEIRA, Janaíne Maria de. Os sentidos de ser preceptor nas experiências de integração ensino-serviço-comunidade de um município do nordeste brasileiro: desafios a educação na saúde. 2016. 121f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Família) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Since de creation of the Health Unic System, the process of to do and to think health has been for big changes. Consequently, this drove changes on the formation process in the health, driven by need of to tue professionals with the vision to turned for the integrality of the health care. Starting from this need, the student insertion on the health services it’s more valued, where the preceptor has a fundamental paper in the aproximation between student, population and territory and in the consolidation for the integration between teaching, service and community. From that importance, this study was boosted for to question what are the feelings that lead the professionals of the service for exercised the preceptory? They are dimension for the your paper into articulation on the process of integration? Whats motivates this professiona and are they your frailties? Whith this questions on the mind, this study objected to investigate the feelings and directions from to be preceptor in the experiences for the integration between teaching, service and community, starting from the speeches of the preceptors professionals in the Family Health Strategy. This study used the qualitative approach, subatantiated in the senses productions on the speeches for the preceptors professionals and has with theoretical basis the approach of the discursive practices on the construction referential and participated 20 preceptors professionals from de Famlily Health Strategy who receive interns from the private and public graduation institutions. Were are realized interviews, transcribed and analyzed, which allowed the construction of the preceptors feelings from for 4 axes for analysis: 1. Motivations and potentialities; 2. Reviews and limitations; 3. Relationship between teaching, service and community; and 4. To be preceptor. The results showed what the preceptor has exercised your educator function in your practice, but has difficulty in to feel this function. Although for techniques and educacional limitations, plays with commitment the preceptor function and want organization and qualification of that practice for don’t overload your job in the Family Health Strategy. Besides that, the preceptor involves the articulation between teaching and service, but not in your collective dimension as well as articulation with community and territory as fundamental context in the health and disease process. This study concluded that in the struggle for standardization for the preceptor function there is so much to evolve. It’s required reflexion on the ways threshed on the obstacles, with studies that to arouse solutions for this problem, it’s required progression in the professional qualification for the preceptor exercise this function with biggest property and to contribute for the fortification of the Heath Unic System and the Family Health Strategy as scenario from health formation.
metadata.dc.description.resumo: O processo de se pensar e fazer saúde passou por grandes mudanças desde a criação do Sistema Único de Saúde, o que, consequentemente, impulsionou mudanças nos processos de formação profissional em saúde, movidas pela necessidade de ter profissionais com uma visão voltada para a integralidade do cuidado em saúde. A partir dessa necessidade, a inserção do estudante nos serviços de saúde passa a ser mais valorizada. Tendo assim o preceptor um papel fundamental na aproximação do estudante com a população e o território, na consolidação da integração ensino-serviço-comunidade. Diante dessa importância, esse estudo foi impulsionado a questionar quais os sentidos que levam os profissionais do serviço a exercem a preceptoria? Eles têm dimensão do seu papel como articulador desse processo de integração? O que motiva esse profissional e quais suas fragilidades? Com essas questões em mente, este estudo objetivou investigar os sentidos de ser preceptor nas experiências de integração ensino-serviço-comunidade, a partir dos discursos dos profissionais preceptores na ESF, O estudo utilizou a abordagem qualitativa com alicerce na produção de sentidos presentes nos discursos dos profissionais preceptores, e tem como base teórica a abordagem das práticas discursivas no referencial construcionista e teve como atores 20 profissionais preceptores na ESF que recebem estagiários de graduações da saúde de instituições de ensino pública e privadas. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, posteriormente transcritas e analisadas, permitindo a construção dos sentidos do ser preceptor a partir de 4 eixos analíticos, a saber: 1. Motivações e potencialidades; 2. Limitações e críticas; 3. Relação ensino-serviço-comunidade; e 4. Ser preceptor. Como resultados foi percebido que o preceptor exerce a função de educador na sua atuação prática. Entretanto tem dificuldade de atribuir-se a função de educador e, apesar de limitações técnicas e educacionais, ele desempenha com compromisso a preceptoria, desejando qualificação e organização dessa prática de modo a não sobrecarregar seu trabalho na ESF. Percebeu-se também que o ser preceptor envolve o trabalho de articulação ensino serviço, mas não na sua dimensão coletiva e também sem a articulação com a comunidade e o território como contexto fundamental no processo saúde-doença. Conclui-se que na luta para normalização da função de preceptoria ainda há muito o que avançar, faz-se necessário, porém, refletir sobre os caminhos a serem trilhados no enfrentamento dos obstáculos, com estudos que venham a suscitar soluções para essa problemática, assim como progredir no sentido da qualificação do profissional preceptor para que este possa vim a cumprir essa função com maior propriedade, contribuindo para o fortalecimento do SUS e reafirmação da ESF como cenário para formação em saúde.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22462
Aparece nas coleções:PPGSFN - Mestrado em Saúde da Família no Nordeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JanaineMariaDeOliveira_DISSERT.pdf1,33 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.