Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23444
Title: Análise do comportamento da barragem engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves - Açu/RN - durante sua construção, primeiro enchimento e operação do reservatório
Other Titles: Analysis of the Armando Ribeiro Gonçalves dam behavior - Açu/RN - during its construction, first filling and operation of the reservoir
Authors: Souza, Andriele Nascimento de
Keywords: Barragem de terra;Instrumentação de campo;Análise de tensões;Análise de fluxo;Análise de estabilidade;Método dos elementos finitos;Métodos de equilíbrio-limite
Issue Date: 30-Mar-2017
Citation: SOUZA, Andriele Nascimento de. Análise do comportamento da barragem engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves - Açu/RN - durante sua construção, primeiro enchimento e operação do reservatório. 2017. 322f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A Barragem Eng. Armando Ribeiro Gonçalves, mais conhecida como Barragem de Açu, é uma obra geotécnica de expressiva notoriedade e importância no Rio Grande do Norte e no Nordeste. Além do seu porte – é a maior barragem do RN – e importância, ganhou destaque na literatura nacional e internacional pelo rompimento do talude de montante no final do período construtivo. A partir da análise dos dados de instrumentação disponíveis no meio acadêmico, o presente trabalho teve como objetivo analisar o comportamento da obra nas etapas de construção do maciço, primeiro enchimento e operação do reservatório. Em cada etapa, foi analisado: o comportamento tensão-deformação; a variação de poro-pressões; e a estabilidade de taludes. As análises foram feitas com os softwares Sigma/W, Seep/W e Slope/W, pertencentes ao pacote Geo-Studio, da empresa Geo-Slope. Os resultados das modelagens foram comparados aos dados da instrumentação, disponíveis em Rocha (2003). Na análise comparativa dos deslocamentos verticais, a maior diferença entre os resultados da modelagem e os dados da instrumentação foi de 8,9 cm, no extensômetro T7, no final do primeiro enchimento. Na análise da estabilidade, o fator de segurança mais baixo foi de 1,3, fornecido pelo método dos elementos finitos, para o talude de montante, na fase de operação do reservatório. Entretanto, a média dos fatores de segurança obtidos pelos métodos baseados no equilíbrio-limite nesta etapa foi de 2,4. Para o talude de jusante, esse fator foi de 1,6 em todas as etapas. Esses resultados comprovam a condição estável da barragem de Açu. Na análise de poropressões, os piezômetros pneumáticos apresentaram maiores divergências, entre modelagem e instrumentação, do que os de tubo aberto. A diferença mais expressiva foi de 46% (23 kPa), no piezômetro PZP1, no primeiro enchimento do reservatório. Entretanto, considerando as diferenças obtidas por outros autores que também estudaram o fluxo nesta barragem, conclui-se que os resultados da análise são satisfatórios e que os parâmetros adotados são adequados para caracterizar os solos modelados.
Abstract: The Açu Dam is an important geotechnical built in Rio Grande do Norte and in Northeast Brazilian, especially because of its size and complexity. In addition to its size and importance, it has gained prominence in the national and international literature because of the collapse in upstream slope in the end of construction period. This paper aimed to analyze its behavior in stages of dam construction, first filling and operation of the reservoir. In each step, were analyzed: the stress-strain behavior, the flow and the pore-pressure variation, and the slope stability. These analyses were performed with the software Sigma/W, Seep/W and Slope/W, which are components in a suite of geotechnical products called GeoStudio, produced by Geo-Slope International Ltd. The results were compared with the instrumentation dates available in Rocha (2003). In the comparative analysis of vertical displacements, the largest difference between modeling results and instrumentation data was 8.9 cm, in the T7 extensometer, at the end of the first filling. In the stability analysis, the lowest safety factor was 1.3 for the upstream slope in the reservoir operation phase, but the media of the safety factors obtained by the methods based on limit equilibrium was 2.4. For a downstream slope, this factor was equal to 1.6 in all stages. These results confirm the dam stable condition. In pore-pressure analysis, the pneumatic piezometers presented greater divergences between modeling and instrumentation than those of the Casagrande type. The most significant difference was 46% (23 kPa), in the PZP1 piezometer, at the first filling of the reservoir. However, considering the differences obtained by other authors who also studied the water flow in this dam, we conclude that the results of the present analysis are satisfactory and that the adopted parameters are adequate to characterize the soils modeled.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23444
Appears in Collections:PPEC - Mestrado em Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AndrieleNascimentoDeSouza_DISSERT.pdf14.06 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.