Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24001
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorLopes, Tiago Felipe de Senes-
dc.date.accessioned2017-10-06T20:32:30Z-
dc.date.available2017-10-06T20:32:30Z-
dc.date.issued2017-06-06-
dc.identifier.citationLOPES, Tiago Felipe de Senes. Efeito mutagênico de extratos foliares de Spondias monbim × Spondias tuberosa e turnera subulata. 2017. 66f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24001-
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDrosophila melanogasterpt_BR
dc.subjectFitoterápicospt_BR
dc.subjectGenotoxidadept_BR
dc.subjectMutagenicidadept_BR
dc.subjectSMARTpt_BR
dc.titleEfeito mutagênico de extratos foliares de Spondias monbim × Spondias tuberosa e turnera subulatapt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDEpt_BR
dc.contributor.referees1Dore, Celina Maria Pinto Guerra-
dc.contributor.referees2Marques, Joana Cristina Medeiros Tavares-
dc.description.resumoAs plantas medicinais são usadas para os cuidados de saúde primários através de um conhecimento que passa ao longo das gerações. Assim, as espécies Turnera subulata e Spondias mombin × Spondias tuberosa estão incluídas neste contexto, devido ao seu uso pela medicina popular no Nordeste brasileiro para o tratamento de várias doenças. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi avaliar as propriedades genotóxicas de extratos foliares dessas espécies pelo teste SMART em células somáticas de asas de Drosophila melanogaster. Assim, os experimentos foram realizados utilizando o cruzamento padrão (ST) e o cruzamento de alta bioativação (HB) com três concentrações diferentes do extrato aquoso (EAT e EAS) a 5,0; 10,0 e 20,0 mg/mL, extrato etanólico (EET e EES) e fração de acetato de etilo (FAET e FAES) a 0,625; 1,25 e 2,5 mg/mL. Os resultados indicaram que os extratos e as frações induziram frequências espontâneas de manchas mutantes em ambos os cruzamentos com D. melanogaster. No entanto, as concentrações mais elevadas dos agentes vegetais testados foram os responsáveis pelo efeito genotóxico estatisticamente significativo. Portanto, T. subulata e S. mombin × S. tuberosa apresentaram efeito genotóxico sob as condições experimentais. Estes dados são importantes porque indicam o efeito deletério, bem como o efeito adverso, considerando o uso indiscriminado de extratos destas plantas para o tratamento de doenças.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpt_BR
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EfeitoMutagênicoExtratos_Lopes_2017.pdf1,49 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.