Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24792
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAraújo, Virginia Maria Dantas de-
dc.contributor.authorSilva, Ivanize Cláudia dos Santos e-
dc.date.accessioned2018-02-22T22:03:38Z-
dc.date.available2018-02-22T22:03:38Z-
dc.date.issued2017-12-11-
dc.identifier.citationSILVA, Ivanize Cláudia dos Santos e. Índice ambiental urbano (IAU): uma contribuição ao estudo do planejamento e do conforto térmico em espaços abertos. 2017. 238f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24792-
dc.description.abstractThe main issues associated with the research proposal is the city density impact on urban climate. Some of these problems have been minimized with the use of several urban scale strategies addressed for the specialized literature, as well as can be approached through prospective methods from previous local climatic data and microscale models. The microclimate study and urban thermal comfort requires understanding how these concepts relate with the city form. This research contributes to the discussion about urban thermal comfort with emphasis on the open spaces user, aiming to elaborate a numerical index in order to define the best relationship between environmental variables, urban morphology and urban thermal comfort in the city of João Pessoa/PB, located in hot and humid climate and low latitude. The values of the environmental variables were acquired through previous surveys with measurements in loco in open urban spaces. Morphological study was carried out by means of relevant urban indicators from a Geographic Information System (GIS) model. Data were treated through spatial distribution and multivariate analysis. Thermal comfort analysis in open spaces was performed by Physiological Equivalent Temperature (PET) with the ENVI-met© program. Artificial intelligence (RNA) was used to estimate the PET index values and the microclimatic variables at the urban level. Finally, a numerical index was elaborated through multivariate analysis, in particular principal component analysis (PCA). Index was applied in several points at João Pessoa/PB city, as well as in future scenarios constructed from the data acquisition by the microclimatic variables prediction. Results demonstrate which the urban points didn’t allow comfort sensation during the studied period. Index shows a distance of an adequate relationship between morphological and environmental variables allowing thermal discomfort to user when it is applied in this areas. The application this research helps the decision of choicing the best relationship between urban prescriptions and thermal comfort of outdoor users.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectClima urbanopt_BR
dc.subjectConforto térmico urbanopt_BR
dc.subjectAnálise multivariadapt_BR
dc.subjectInteligência computacionalpt_BR
dc.subjectÍndice numéricopt_BR
dc.titleÍndice ambiental urbano (IAU): uma contribuição ao estudo do planejamento e do conforto térmico em espaços abertospt_BR
dc.typedoctoralThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMOpt_BR
dc.contributor.authorID45208573253pt_BR
dc.contributor.advisorID14087979415pt_BR
dc.contributor.referees1Bentes Sobrinha, Maria Dulce Picanço Bentes-
dc.contributor.referees1ID26135965468pt_BR
dc.contributor.referees2Dória Neto, Adrião Duarte-
dc.contributor.referees2ID10749896434pt_BR
dc.contributor.referees3Lopes, António Manuel Saraiva-
dc.contributor.referees3ID00000000000pt_BR
dc.contributor.referees4Souza, Léa Cristina Lucas de-
dc.contributor.referees4ID83240446715pt_BR
dc.description.resumoOs principais problemas associados à temática proposta nessa pesquisa apontam para os impactos que o crescimento e o adensamento das cidades vêm causando sobre o clima urbano. Alguns desses problemas vêm sendo minimizados com a utilização de diversas estratégias na escala urbana apontadas na literatura especializada, bem como podem ser abordados através de métodos prospectivos a partir de dados climáticos locais preliminarmente conhecidos e modelos de microescala. Estudar o microclima e o conforto térmico urbano requer entender como esses conceitos se relacionam com a forma da cidade. Essa pesquisa contribui com a discussão sobre o conforto térmico urbano com ênfase no usuário de espaços abertos, e tem como objetivo elaborar um índice numérico a fim de definir a melhor relação entre as variáveis ambientais, a morfologia urbana e o conforto térmico urbano na cidade de João Pessoa/PB, localizada em clima quente e úmido e de baixa latitude. Os valores das variáveis ambientais foram adquiridos através de pesquisas realizadas anteriormente com medições in loco em espaços urbanos abertos. O estudo morfológico foi realizado por meio da identificação de um conjunto de indicadores urbanos relevantes a partir de um modelo de Sistema de Informação Geográfica (SIG). A distribuição espacial e a análise multivariada ajustaram e avaliaram os dados. A análise do conforto térmico em espaços abertos foi alcançada através do cálculo da temperatura equivalente fisiológica (Physiological Equivalente Temperature – PET) com o programa ENVI-met©. Com os dados levantados, se utilizou técnica de inteligência computacional, no caso específico, redes neurais artificias (RNA), para estimar os valores do índice PET e das variáveis microclimáticas no nível urbano. Por fim, foi elaborado um índice numérico através de análise multivariada, em particular, análise de componentes principais (ACP). Esse índice foi aplicado às frações urbanas da cidade de João Pessoa/PB, bem como em cenários futuros construídos a partir dos dados adquiridos com a projeção das variáveis microclimáticas. Os resultados obtidos demonstram que as frações urbanas observadas não possibilitam sensação de conforto durante o período estudado. Do mesmo modo, o índice proposto quando aplicado nessas áreas, evidencia um distanciamento da relação adequada entre as variáveis morfológicas e as variáveis ambientais, possibilitando ao usuário desconforto térmico. A aplicação dessa pesquisa permite subsidiar a tomada de decisão no que diz respeito à escolha da melhor relação entre às prescrições urbanísticas e o conforto térmico de usuários em ambientes externos.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMOpt_BR
Appears in Collections:PPGAU - Doutorado em Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IndiceAmbientalUrbano_Silva_2017.pdf48.57 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.