Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24891
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCavalcante, Eunadia Silva-
dc.contributor.authorClemente, Fabiano Fechine Torres-
dc.date.accessioned2018-03-16T20:05:40Z-
dc.date.available2018-03-16T20:05:40Z-
dc.date.issued2017-07-31-
dc.identifier.citationCLEMENTE, Fabiano Fechine Torres. Estratégias de ventilação natural e sua influência na renovação do ar em uma edificação hospitalar: anteprojeto de um novo ambulatório para o Hospital Universitário Onofre Lopes. 2017. 160f. Dissertação (Mestrado Profissional em Arquitetura, Projeto e Meio Ambiente) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24891-
dc.description.abstractSome sites in the city of Natal / RN have pleasant conditions of natural ventilation, however, the built buildings rely heavily on air conditioning systems for air renovation, often the result of inadequate planning that does not prioritize aspects of environmental comfort. Therefore, the following work deals with the architectural design of a new outpatient clinic for the University Hospital Onofre Lopes, with emphasis on the application of passive strategies of natural ventilation with the objective of promoting a greater number of air changes within the environments. The building has a built area of 31,998.97m², distributed over 10 floors, one ground floor and a further six floors, in addition to three basements, to be built in area 01 of the Biomedical Health Campus, located in the Petropolis District. The adoption of the architectural party took into account a series of constraints such as topography of the terrain, direction and speed of prevailing winds, construction system, besides those of normative order, especially NBR-15220 and Fire Code. The methodological procedures adopted involved calculating the flow and number of air changes per hour in the waiting rooms, clinics and mechanotherapy / thermotherapy that were recorded in calculation memories, for which it was necessary to know the velocities of the winds inside the environments analyzed, from data obtained from the Laboratory of Environmental Comfort of the Federal University of Rio Grande do Norte, in addition to the use of bibliographical references on the topic of thermal comfort. The results show that the cross ventilation strategies applied in the design, such as the use of sheds in the roof to capture the wind towards ventilation wells, allied to internal atria and rent of openings in opposite points with different pressure coefficients, dimensioned and properly shaded, cause an increase in the flow and number of air changes per hour inside the environments when compared to unilateral ventilation. In this way, each one is allowed to be occupied by a larger number of people, a requirement that is important for the functionality of the building, since the hospital is a teaching institution. In this way, the use of natural ventilation is potentiated and conditions are created to minimize the consumption of air conditioning, which contributes to the planning of a more energy efficient architecture.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectVentilação naturalpt_BR
dc.subjectRenovação do arpt_BR
dc.subjectVentilação cruzadapt_BR
dc.subjectTrocas de ar por horapt_BR
dc.subjectEficiência energéticapt_BR
dc.titleEstratégias de ventilação natural e sua influência na renovação do ar em uma edificação hospitalar: anteprojeto de um novo ambulatório para o Hospital Universitário Onofre Lopespt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA, PROJETO E MEIO AMBIENTEpt_BR
dc.contributor.authorID03247339418pt_BR
dc.contributor.advisorID59618132404pt_BR
dc.contributor.advisor-co1Nascimento, José Clewton do-
dc.contributor.advisor-co1ID52451887320pt_BR
dc.contributor.referees1Medeiros, Luciana de-
dc.contributor.referees1ID03064086430pt_BR
dc.contributor.referees2Araújo, Virginia Maria Dantas de-
dc.contributor.referees2ID14087979415pt_BR
dc.description.resumoAlguns sítios na cidade de Natal/RN possuem agradáveis condições de ventilação natural, no entanto, as edificações construídas dependem excessivamente de sistemas de ar-condicionado para renovação do ar, muitas vezes fruto de um planejamento inadequado que não prioriza aspectos do conforto ambiental. Sendo assim, o trabalho a seguir trata-se do anteprojeto arquitetônico de um novo ambulatório para o Hospital Universitário Onofre Lopes com ênfase na aplicação de estratégias passivas de ventilação natural com objetivo de promover um maior número de trocas de ar no interior dos ambientes. O prédio possui uma área construída de 31.998,97m², distribuídos ao longo de 10 pavimentos, sendo um térreo e mais 06 andares superiores, além de três subsolos, a ser edificado na área 01 do Campus Biomédico da Saúde, localizado no Bairro de Petrópolis. A adoção do partido arquitetônico levou em consideração uma série de condicionantes tais como topografia do terreno, direção e velocidade dos ventos predominantes, sistema construtivo, além daquelas de ordem normativas, com destaque para NBR-15220 e Código de Combate a Incêndio. Os procedimentos metodológicos adotados envolveram o cálculo do fluxo e número de trocas de ar por hora nas salas de espera, consultórios e mecanoterapia/termoterapia que foram registrados em memórias de cálculo, para o qual foi necessário o conhecimento das velocidades dos ventos no interior dos ambientes analisados, de dados obtidos na base de dados do Laboratório de Conforto Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, além da utilização de referências bibliográficas sobre o tema do conforto térmico. Os resultados obtidos mostram que as estratégias de ventilação cruzada aplicadas no projeto, tais como utilização de sheds na cobertura para captar o vento em direção a poços de ventilação, aliados a átrios internos e locação de aberturas em pontos opostos com diferentes coeficientes de pressão, dimensionadas e sombreadas adequadamente, provocam um aumento no fluxo e número de trocas de ar por hora no interior dos ambientes quando comparado à ventilação unilateral. Dessa forma permite-se que cada um seja ocupado por uma maior quantidade de pessoas, requisito esse importante para a funcionalidade do prédio, já que o hospital trata-se de uma instituição de ensino. Dessa forma, potencializa-se o uso da ventilação natural e cria-se as condições para minimizar o consumo de ar condicionado, que contribui para o planejamento de uma arquitetura com mais eficiência energética.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMOpt_BR
Appears in Collections:PPGAPM - Mestrado profissional em Arquitetura, Projeto e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstratégiasVentilacaoNatural_Clemente_2017.pdf33,23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.