Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/25201
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouza, Jane Carla de-
dc.contributor.authorAzevedo, Ádilla Conceição Brito de-
dc.date.accessioned2018-05-14T20:35:49Z-
dc.date.available2018-05-14T20:35:49Z-
dc.date.issued2018-02-28-
dc.identifier.citationAZEVEDO, Ádilla Conceição Brito de. Avaliação do contexto de trabalho, qualidade de sono e sonolência diurna de professores do ensino médio de escolas públicas no Rio Grande do Norte. 2018. 40f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25201-
dc.description.abstractTeaching profession is related to work overload, inadequate work conditions and violence context in the school, the presence of health problems, including those related to sleep. Therefore, the aim of this study was to evaluate the work context, the sleep schedules and quality, and daytime sleepiness of high school teachers of public school in the Trairi region of Rio Grande do Norte. For this, 61 teachers of both sexes (39.7 ± 9.2 years) filled an identification questionnaire; the work context evaluation scale, the Epworth sleepiness scale and the Pittsburgh Sleep Quality Index. The majority of the teachers classified the factors Working conditions and Work organization as critical/severe, while half of the study population considered Socio-professional relations as satisfactory. In addition, 69% of teachers had poor sleep quality and 49% had excessive daytime sleepiness. In relation to sex, poor sleep quality is present in 69% of both sexes, while excessive daytime sleepiness is more frequent in women (55%) than in to men (44%). Teachers' bedtime was on average at 11:26±1:25 p.m., the waking time at 6:06±1:16 p.m., and sleep duration was 6:10±1:07 p.m. Considering that working conditions and work organization were evaluated as critical / severe, and that teachers presented poor sleep quality and excessive daytime sleepiness, we emphasize the importance of this study to reinforce the need to discuss policy proposals aimed at this professional , which contribute to the improvement of the work environment and the worker's health.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCondições de trabalhopt_BR
dc.subjectDocentept_BR
dc.subjectSonopt_BR
dc.subjectSaúde do trabalhadorpt_BR
dc.titleAvaliação do contexto de trabalho, qualidade de sono e sonolência diurna de professores do ensino médio de escolas públicas no Rio Grande do Nortept_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVApt_BR
dc.contributor.authorID08028998461pt_BR
dc.contributor.advisorID87769492491pt_BR
dc.contributor.advisor-co1Guedes, Dimitri Taurino-
dc.contributor.advisor-co1ID98010646415pt_BR
dc.contributor.referees1Belisio, Aline Silva-
dc.contributor.referees1ID05881789423pt_BR
dc.contributor.referees2Tavora, Rafaela Carolini de Oliveira-
dc.contributor.referees2ID90480066353pt_BR
dc.description.resumoA função docente é relacionada à sobrecarga de trabalho, a contexto de violência na escola e a problemas de saúde, incluindo os relacionados ao sono. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar o contexto de trabalho, os horários e qualidade de sono, e a sonolência diurna de professores do ensino médio da rede pública da região do Trairi do Rio Grande do Norte. Para isso, 61 professores de ambos os sexos (39,7±9,2 anos) preencheram a ficha de identificação; as escalas de avaliação do contexto de trabalho e de sonolência diurna de Epworth; e o índice de qualidade do sono de Pittsburgh. Os fatores Condições de trabalho e Organização do trabalho foram avaliados como crítico/grave pela maioria dos professores, enquanto que o fator Relações Socioprofissionais foi considerado satisfatório. Além disso, 69% dos professores apresentaram má qualidade de sono e 49% sonolência diurna excessiva. Com relação ao sexo, a má qualidade de sono está presente em 69% dos professores de ambos os sexos, enquanto que a sonolência diurna excessiva é mais frequente nas mulheres (55%) em relação aos homens (44%). A hora de deitar dos professores foi em média às 23:26±1:25h, a hora de acordar às 6:06±1:16h e as horas de sono dormidas durante a noite foram 6:10±1:07h. Considerando que as condições de trabalho e organização do trabalho foram avaliadas como crítico/grave, e que os professores apresentaram má qualidade de sono e sonolência diurna excessiva, ressaltamos a importância deste estudo para reforçar a necessidade de discussão de propostas de políticas voltadas a esse profissional, que contribuam para a melhoria do ambiente de trabalho e saúde do trabalhador.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVApt_BR
Appears in Collections:PPGSCOL/FACISA - Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdillaConceicaoBritoDeAzevedo_DISSERT.pdf651,96 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.