Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/25405
Title: Vulnerabilidade e risco de movimento de massa no município de São Luís - MA (Brasil)
Authors: Louzeiro, Andreza dos Santos
Keywords: Risco;Vulnerabilidade;Movimento de massa;São Luís-MA
Issue Date: 26-Feb-2018
Citation: LOUZEIRO, Andreza dos Santos. Vulnerabilidade e risco de movimento de massa no município de São Luís - MA (Brasil) . 2018. 180f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A noção de risco está associada diretamente à integridade física, psicológica e/ou material do indivíduo. Pode-se afirmar que existem pessoas mais e menos vulneráveis, mas todos nós estamos expostos ao risco, pois não existe risco zero. O município de São Luís – MA possui pontos de riscos de movimento de massa localizados em áreas impróprias para moradia. Esses locais estão situados em áreas de encostas e ambientes declivosos, os quais são de fácil ocupação e sem custo para construção de residências, o que facilita a tomada de parte desses terrenos para tal fim. Sendo assim, o objetivo desta pesquisa é analisar a vulnerabilidade socioambiental no município de São Luís - MA, considerando os riscos de movimento de massa na área. Para alcançar esse objetivo, a pesquisa está embasada na Teoria Sistêmica, que considera a relação da dinâmica natural com as atividades antrópicas e na metodologia abordada por Crepani et al (2001), a qual tem base na estabilidade dos meios, Tricart (1977), levando em consideração a sobreposição dos elementos naturais da área através da atribuição de pesos que variaram entre 1 e 3. Além disso, o fator social foi essencial para identificação das áreas mais vulneráveis pois estas são as mais expostas. Para tanto, adotou-se uma adaptação do Índice de Vulnerabilidade Social abordado por Almeida (2010) e Almeida, Welle e Birkmann (2016) valendo-se de dados do IBGE (2010) que denotam desvantagem social no nível de setor censitário, tais informações foram sintetizadas e também foram atribuídos valores que variaram entre 0 e 1. Alguns modelos foram testados com a finalidade de identificar o resultado que melhor se adequaria à realidade da área de estudo. A partir dos dados sociais e ambientais os índices de vulnerabilidade social e ambiental foram sobrepostos, indicando áreas pontuais e expressivas de riscos de risco de movimento de massa. Neste sentido, a partir dos resultados dessa pesquisa foi possível afirmar que os ambientes mais expostos à riscos de movimento de massa estão situados nas áreas de maior adensamento populacional e em locais pontuais da zona rural. Tais ambientes se caracterizam por possuir o fator declividade como condicionante para haver a movimentação de massa. E ainda, a construção de imóveis em áreas de encosta acentua o risco, deixando a população ludovicense mais exposta.
Abstract: The notion of risk is directly associated with the physical, psychological and / or material integrity of the individual. It can be said that there are more and less vulnerable people, but we are all exposed to risk because there is zero risk. The municipality of São Luís - MA has points of mass movement risks located in areas unsuitable for housing. These sites are located in sloping areas and sloping environments, which are easy to occupy and at no cost to build homes, which facilitates the taking of part of these lands for this purpose. Therefore, the objective of this research is to analyze the social and environmental vulnerability in the city of. Considering the risks of mass movement in the area. In order to reach this goal, the research is based on the Systemic Theory, which considers the relationship of natural dynamics with anthropic activities and the methodology approached by Crepani et al (2001), which is based on the stability of the media, Tricart (1977), taking into account the overlap of the natural elements of the area through the attribution of weights that varied between 1 and 3. In addition, the social factor was essential for identifying the most vulnerable areas because they are the most exposed. In order to do so, we adopted an adaptation of the Social Vulnerability Index Almeida (2010) and Almeida, Welle and Birkmann (2016) using IBGE data (2010) that denote social disadvantage at the census tract level. were also synthesized and values ranging from 0 to 1 were also assigned. Some models were tested with the purpose of identifying the result that would best fit the reality of the study area. Based on social and environmental data, social and environmental vulnerability indexes were superimposed, indicating specific and significant areas of risk of mass movement. In this sense, from the results of this research it was possible to affirm that the environments most exposed to the risks of mass movement are located in the areas of greater population density and in specific places of the rural area. These environments are characterized by having the declivity factor as conditioning for mass movement. And the construction of real estate in hillsides accentuates the risk, leaving the Ludovic population more exposed.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25405
Appears in Collections:PPGe - Mestrado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Vulnerabilidaderiscomovimento_Louzeiro_2018.pdf16,36 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.