Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25932
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLima, Tania Maria de Araújo-
dc.contributor.authorSanta Rita, Renzilda Ângela de Souza Ferreira de-
dc.date.accessioned2018-10-04T20:10:14Z-
dc.date.available2018-10-04T20:10:14Z-
dc.date.issued2018-08-01-
dc.identifier.citationSANTA RITA, Renzilda Ângela de Souza Ferreira de. Os espaços intersticiais no processo de (re)construção da identidade feminina em Rísia n'As mulheres de Tijucopapo, de Marilene Felinto. 2018. 157f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25932-
dc.description.abstractThis dissertation presents a study about the book ‘As mulheres de Tijucapapo’ (1992), by Marilene Felinto, which is about the lost identity search during her moving from Recife to São Paulo. During her trip the Character, Rísia, leaves for searching the lost link of her origin. Risia, in her eternal lost link search, simbolizes the permanent cultural identity, which finds itself in a multifaced and mobile form, which is in fact in construction. We work as well the hegemoniac speech that defines the multiracial and cultural Brazilian Society. The Northeastern identity auxiliates in the evidence of the pain caused by the racial, cultural and social defferences. Despite the narrator character and protagonist lives in a big city (São Paulo),she decides to come back to her first time and space of her cultural identity/identificacion to try to know herself better at the circunstance for her acceptance will begin by the identification with her place of origin (Pernambuco). The resources which were used to give foundation to make our reflections are based on the literary theory, which surround the psychoanalitic analysis as Julia Kristevas’s (1989), Malvine Zalcberg’s (2003) and Maria Rita Kells’s (1992) writings. Besides, we can cite Michele Perrot’s cultural and post-colonial theory (2005);pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMemóriapt_BR
dc.subjectEspaços intersticiaispt_BR
dc.subjectAs Mulheres de Tijucopapopt_BR
dc.titleOs espaços intersticiais no processo de (re)construção da identidade feminina em Rísia n'As mulheres de Tijucopapo, de Marilene Felintopt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DA LINGUAGEMpt_BR
dc.contributor.referees1Gualberto, Ana Cláudia Felix-
dc.contributor.referees2Silva, Assunção de Maria Sousa e-
dc.description.resumoEsta dissertação apresenta um estudo panorâmico do livro As Mulheres de Tijucopapo (1992), de Marilene Felinto, acerca da busca da identidade feminina perdida pelo deslocamento de Recife para São Paulo. Assim, Rísia, a narradorapersonagem nos permite pensar a importância da identidade, da memória e das lembranças na formação social das classes, que na busca do “elo perdido”, simboliza a reconstrução de uma identidade e identificação cultural. Trabalhamos a identidade nordestina para auxiliar na evidenciação da dor provocada pelas diferenças sociais, culturais e raciais no espaço fronteiriço entre Pernambuco e São Paulo. Dessa forma, pela natureza do repertório escolhido, tal investigação aprofundou discussões acerca do discurso da mulher enquanto escritora de uma personagem feminina, a costurar interpretações no tocante aos discursos cultural, identitário, ficcional e histórico sobre a relação da mulher com a sociedade e o espaço que ocupa, a congregar o locus da concepção artística a um diálogo possível de manifestar contemporâneas formas de representação da identidade/identificação feminina. Os recursos que serviram de fundamento para nossas ponderações encontram-se ancorados nas demandas da teoria literária em torno da análise psicanalítica, como os escritos de Julia Kristeva (1989) para elucidar as questões relativas às reflexões existenciais das perdas de Rísia, Malvine Zalcberg (2003), que fundamentou nossa pesquisa no que concerne à relação entre Rísia, a mãe e demais mulheres da narrativa e Maria Rita Kehl (1997), que nos auxiliou para dilucidar as alusões de perda e dor do objeto amado; além da teoria de cunho cultural e pós-colonial de Michele Perrot (2005), a relacionar padrões sociais convencionais com questões levantadas por Rísia.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICApt_BR
Appears in Collections:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Espaçosintersticiaisprocesso_SantaRita_2018.pdf1,27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.