Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26499
Title: Suplementação de curcumina em marcadores metabólicos, inflamatórios e de estresse oxidativo em indivíduos com HIV/aids: ensaio clínico randomizado
Authors: Silva, Tatiane Andreza Lima da
Keywords: Curcumina;Dislipidemia;Estresse oxidativo;Citocinas;Vírus da Imunodeficiência Humana
Issue Date: 20-Nov-2018
Citation: SILVA, Tatiane Andreza Lima da. Suplementação de curcumina em marcadores metabólicos, inflamatórios e de estresse oxidativo em indivíduos com HIV/aids: ensaio clínico randomizado. 2018. 73f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O manejo dos fatores de risco para doenças cardiovasculares (DCV) tem sido um grande desafio em pessoas vivendo com HIV/AIDS e sob a terapia antirretroviral (TARV). Estratégias para redução desses fatores de risco têm sido prioritárias na assistência clínico-nutricional dessa população. Alguns compostos bioativos presentes em alimentos, como a curcumina, têm sido alvo de estudos e parecem promissores para esse fim por apresentarem propriedades antioxidantes e antiinflamatórias. O presente estudo objetivou avaliar a influência da suplementação de curcumina em marcadores metabólicos, inflamatórios e de estresse oxidativo em indivíduos com HIV, sob TARV. A pesquisa caracterizou-se como um ensaio clínico randomizado, duplo-cego, do tipo crossover, com amostra de 20 indivíduos treinados, divididos em Grupo Experimental (GE) e Grupo Placebo (GP), suplementados com 1000mg de curcumina/dia e placebo, respectivamente, por 30 dias, com washout de 12 dias. Antes e após cada fase foram avaliados glicemia e insulina de jejum, perfil lipídico, interleucina 10, fator de necrose tumoral alfa, malonaldeído, glutationa reduzida, composição corporal e oxidação de substratos energéticos. O consumo alimentar foi variável de controle. Além da estatística descritiva, foram utilizadas análises inferenciais para identificar diferenças entre os grupos quanto aos parâmetros metabólicos, análise baseada na magnitude para permitir interpretação associada à significância clínica, além do cálculo do tamanho do efeito a partir do D de Cohen. Não houveram melhoras nos perfis glicêmico, lipídico, inflamatório e de estresse oxidativo após a suplementação de curcumina. Também não foi observado diferenças na oxidação de substratos energéticos em repouso ou na composição corporal dos participantes. Esses achados possivelmente estão associados a complexidade das alterações metabólicas nessa população e a provável modulação já exercida pelo exercício físico sobre os parâmetros avaliados. Novos estudos clínicos com diferentes dosagens e tempos de intervenção devem ser realizados para melhor entendimento do efeito da curcumina em indivíduos com HIV e sob TARV.
Abstract: Management of risk factors for cardiovascular disease (CVD) has been a major challenge in people living with HIV/AIDS and under antiretroviral therapy (ART). Strategies to reduce these risk factors have been a priority in the clinical-nutritional assistance of this population. Some bioactive compounds present in foods, such as curcumin, have been the subject of studies and they appear promising for this purpose because they have antioxidant and anti-inflammatory properties. The present study aimed to evaluate the influence of curcumin supplementation on metabolic, inflammatory and oxidative stress markers in individuals with HIV under ART. The research was characterized as a randomized, double-blind, crossover clinical trial with a sample of 20 trained individuals, divided into Experimental Group (EG) and Placebo Group (CG) supplemented with 1000 mg curcumin/day and placebo, respectively, for 30 days, with a 12 days washout. Glucose and fasting insulin, lipid profile, interleukin 10, tumor necrosis factor alpha, malonaldehyde, reduced glutathione, body composition and oxidation of energetic substrates were evaluated before and after each phase. Food intake was a control variable. In addition to the descriptive statistics, inferential analyzes were used to identify differences between the groups regarding metabolic parameters, an analysis based on magnitude to allow interpretation associated with clinical significance, and calculation of effect size from Cohen's d. There were no improvements in glycemic, lipid, inflammatory and oxidative stress profiles after curcumin supplementation. No differences were observed in the oxidation of energetic substrates at rest or in the body composition of the participants. These findings are possibly associated with the complexity of the metabolic changes in this population and the probable modulation already exerted by the physical exercise on the evaluated parameters. New clinical studies with different dosages and intervention times should be performed to better understand the effect of curcumin in patients with HIV and under ART.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26499
Appears in Collections:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Suplementaçãocurcuminamarcadores_Silva_2018.pdf1,23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.