Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26611
Título : Pronome relativo: articulação oracional e produção escrita
Autor : Amurim, Maria Estela Lima da Costa
Palabras clave : Pronome relativo;Articulação oracional;Produção escrita;Linguística funcional
Fecha de publicación : 27-ago-2018
Citación : AMURIM, Maria Estela Lima da Costa. Pronome relativo: articulação oracional e produção escrita. 2018. 151f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras - Profletras/NAT) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Resumen : We present here a proposal of work with the relative pronoun in a class of 9th year/level of elementary education, based on the functional perspective of language teaching. The objective is to improve the use of the relative pronoun in a situation of monitored writing of students in this stage of schooling. It is an interventive research of a qualitative nature, therefore, focusing on the interference of the researcher in the investigated reality. For this, a didactic sequence will be developed, composed by several activities, in which the relative pronouns, their uses and their role in the articulation of textual portions will be studied. We are anchored theoretically and methodologically in the Functional Linguistics (FURTADO DA CUNHA, COSTA AND CEZARIO, 2015, p. 21-47), particularly in the correlation of this approach with the Portuguese language teaching, based on Oliveira and Cezario (2007), Furtado da Cunha, Bispo and Silva (2014), Oliveira and Wilson (2015), on PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais (1998). As a result, we find that students, a) in their writing productions and applied activities for the intuitive usage of the relative pronoun, used the pronoun what predominantly, a fact we related to the markedness principle and to the universalization of that pronoun; b) they used the relative pronouns preceded by preposition correctly, although in minimal frequency; c) understood non-canonical genitive relative clauses as possible variants in the language and susceptible of application in their texts, although considering the canonical form as the most correct; d) after revisions of the activities and the written texts, they showed some progress regarding the most monitored use of the relative pronoun, for its usage was more carefully applied in the final written production; e) they were enough able to improve the writing of the opinion article in the last version, regarding the structural and linguistic aspects, from the revision and rewriting carried out. We thus found that the applied didactic sequence gave the students a new vision about language uses and about the need of adjusting them to different communicative events. In that context, we refer to the understanding and the use of the relative pronouns as cohesive elements in the monitored writing productions, such as the opinion article.
metadata.dc.description.resumo: Apresentamos, aqui, uma proposta de trabalho com o pronome relativo em uma turma de 9º ano do ensino fundamental calcada na perspectiva funcional de ensino de língua. O objetivo é aprimorar o uso do pronome relativo em situação de escrita monitorada de alunos dessa etapa de escolarização. Trata-se de uma pesquisa interventiva, de natureza qualitativa, portanto, com foco na interferência do pesquisador na realidade investigada. Para tanto, foi desenvolvida uma sequência didática, composta por diversas atividades, nas quais foram estudados os pronomes relativos, seus usos e seu papel na articulação de porções textuais. Ancoramo-nos, teórica e metodologicamente, na Linguística Funcional de vertente norteamericana (FURTADO DA CUNHA, COSTA E CEZARIO, 2015, p. 21-47), particularmente na correlação dessa abordagem com o ensino de língua portuguesa, com base em Oliveira e Cezario (2007), Furtado da Cunha, Bispo e Silva (2014), Oliveira e Wilson (2015) e nos PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais (1998). Como resultados, destacamos que os alunos a) em suas produções escritas e nas atividades aplicadas para o emprego intuitivo do pronome relativo, usaram predominantemente o que, fato que relacionamos ao princípio da marcação e à universalização desse pronome; b) empregaram os pronomes relativos de maneira adequada nos ambientes preposicionados, ainda que minimamente; c) compreenderam as orações genitivas não canônicas como variantes possíveis na língua e passíveis de emprego em seus textos, embora considerando a forma canônica como a mais correta; d) após as revisões das atividades e dos textos escritos, apresentaram certo avanço quanto ao emprego mais monitorado do pronome relativo, pois usaram-no na produção escrita final de forma mais cuidadosa; e) na última versão, conseguiram melhorar a escrita do artigo de opinião, quanto aos aspectos estruturais e linguísticos, a partir da revisão e da reescritura realizadas. Constatamos, assim, que a sequência didática aplicada proporcionou aos alunos uma nova visão sobre os usos linguísticos e sobre a necessidade de adequá-los a diferentes eventos comunicativos. Nesse contexto, inserem-se a compreensão e o emprego de pronomes relativos como mecanismos de conexão textual em produções escritas monitoradas, a exemplo do artigo de opinião.
URI : https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26611
Aparece en las colecciones: PROFLETRAS - NATAL - Mestrado Profissional em Letras

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Pronomerelativoarticulação_Amurim_2018.pdf3,71 MBAdobe PDFVista previa
Visualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.