Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27202
Title: Efeitos de um programa de exercícios em uma plataforma vibratória no desempenho neuromuscular e controle postural de idosos sedentários: ensaio controlado randomizado
Authors: Borges, Daniel Tezoni
Keywords: Vibração;Torque;Equilíbrio postural;Envelhecimento
Issue Date: 26-Apr-2019
Citation: BORGES, Daniel Tezoni. Efeitos de um programa de exercícios em uma plataforma vibratória no desempenho neuromuscular e controle postural de idosos sedentários: ensaio controlado randomizado. 2019. 66f. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Introdução: O declínio do desempenho neuromuscular relacionada ao envelhecimento afeta negativamente a funcionalidade e contribui para a fragilidade e a incapacidade em idosos. A falta de adesão aos exercícios de força acaba por potencializar os déficits nessa população. Os exercícios em plataformas vibratórias são uma alternativa para potencializar os efeitos do exercício. No entanto, seus possíveis benefícios ainda não estão claros. Objetivo: Analisar os efeitos de um programa de exercícios de 8 semanas na plataforma vibratória sobre o desempenho neuromuscular e funcional dos membros inferiores, e controle postural de idosos sedentários. Metodologia: Um ensaio controlado randomizado foi realizado com 35 idosos (68,5 ± 2,6 anos) sedentários porém saudáveis de ambos os sexos. Todos completaram inicialmente uma avaliação do desempenho isocinético dos músculos extensores do joelho e flexores plantares; a atividade eletromiográfica dos músculos vasto lateral e sóleo foi medida, a oscilação do centro de pressão foi analisada por meio da baropodometria, e a função dos membros inferiores foi avaliada por meio do Timed Up and Go test. Após a avaliação inicial os voluntários foram aleatoriamente distribuídos em dois grupos: grupo placebo (exercício com a plataforma desligada) e grupo experimental (exercício com a plataforma ligada numa frequência de 50 Hz e amplitude pico a pico de 4 mm). Ambos os grupos participaram de um programa de exercícios na plataforma, composto por um semiagachamento bipodal isométrico a 40º de flexão de joelho, com 4 séries de 90s, com intervalo de repouso de 1 minuto. Após a quarta e oitava semanas de treinamento, os voluntários foram submetidos às novas avaliações utilizando-se os mesmos procedimentos da avaliação inicial. Para análise da normalidade dos dados foi usado o teste de Kolmogorov-Smirnov e para testar diferenças entre os grupos utilizou-se um teste “t” para amostras independentes. Para as comparações intra e intergrupo foi usada uma ANOVA 2x3 de modelo misto. Resultados: Foi observada uma menor amplitude (p<0,01) e na velocidade (p= 0,01) de oscilação antero-posterior para o grupo experimental após 8 semanas de treinamento quando comparado ao grupo placebo, no entanto sem diferenças em relação à linha de base. Em relação ao desempenho isocinético, houve um aumento do pico de torque normalizado e da potência média em ambos os grupos, sem diferenças entre eles. Não foi observada diferença significativa na atividade eletromiográfica dos músculos Vasto Lateral e Sóleo e nem no tempo de realização do TUG. Conclusão: O programa de exercício de 8 semanas na plataforma vibratória promove uma redução da oscilação postural em idosos saudáveis. Entretanto, a melhora no desempenho isocinético observada se deu em função do exercício realizado, independentemente da plataforma estar ligada ou não.
Abstract: Introduction: Age related neuromuscular performance decline negatively affects functionality and contributes to frailty and disability in older adults. The lack of adherence to strength exercises increases the deficits in this population. Exercising on vibratory platforms may potentiate the effects of the exercise. However, the effects are still unclear. Objective: To analyze the effects of an 8-week exercise program on a vibratory platform on neuromuscular and functional lower limb performance, and on postural control in sedentary older adults. Methodology: A randomized controlled trial was conducted with 35 sedentary but healthy older adults of both sexes (68.5 ± 2.6 years). All of them were initially completed an evaluation of the isokinetic performance of knee extensors and plantar flexors’ muscles, the electromyographic activity of the Vastus Lateralis and soleus muscles were recorded, oscillation of the center of pressure was measured using baropodometry, and lower limbs function was assessed based on the Timed Up and Go test. After the initial evaluation, the volunteers were randomly assigned to two groups: placebo (exercise with the platform off) and experimental group (exercise with the platform vibrating at 50 Hz with a peak-to-peak amplitude of 4 mm). Both groups participated in an exercise program on the platform, consisting of a bipodal isometric half-squat at 40º of knee flexion, with four sets of 90 s, with a rest interval of one minute. After the fourth and eighth weeks of training, the volunteers complete a reevaluation folowing the same procedures of the baseline evaluation. The KolmogorovSmirnov test was used to evaluate the normality of the data and differences between the groups were assessed using "t" test for independent samples. For intra and intergroup comparisons, a 2x3 mixed model ANOVA was used. Results: A lower amplitude (p <0.01) and velocity (p = 0.01) of anteroposterior oscillation were observed for the experimental group after 8 weeks of training when compared to the placebo group, however with no differences from baseline. Regarding the isokinetic performance, there was an increase in normalized peak torque and mean power in both groups, with no differences between them. No significant difference was observed in the electromyographic activity of the Vastus Lateralis and Soleus muscles nor in the TUG times. Conclusion: The 8-week exercise program on the vibratory platform promotes a reduction of postural oscillation in healthy elderly subjects. However, the improvement in isokinetic performance occurred due to the exercise performed, regardless of whether or not the platform was on.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27202
Appears in Collections:PPGFS - Doutorado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeitosprogramaexercícios_Borges_2019.pdf2,44 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.