Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/28649
Título: Neuromodulação, atividade neuronal e respostas psicofisiológicas durante exercício físico
Título(s) alternativo(s): Neuromodulation, neuronal activity and psychophysiological responses during physical exercise
Autor(es): Agrícola, Pedro Moraes Dutra
Palavras-chave: Estimulação transcraniana por corrente contínua;Córtex pré-frontal;Afeto;Oxigenação cerebral;Hemodinâmica cerebral;Intensidade moderada
Data do documento: 23-Fev-2015
Referência: AGRÍCOLA, Pedro Moraes Dutra. Neuromodulação, atividade neuronal e respostas psicofisiológicas durante exercício físico. 2015. 96f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Introdução: Sabe-se que o córtex pré-frontal (CPF) desempenha um papel importante no sistema de recompensa e o córtex insular (CI) está envolvido na conscientização das informações advindas do estado corporal em sentimentos. Desse modo, modular estas regiões possibilita alterar as respostas psicofísiológicas ou seu comportamento em determinada situação, como por exemplo, no exercício físico. Objetivo: Testar o efeito da neuromodulação sobre a hemodinâmica cerebral, respostas perceptuais e afetivas durante exercício físico. Métodos: Quatorze homens saudáveis foram avaliados em cinco sessões. Na primeira sessão realizou-se o teste incremental máximo (TImáx) em cicloergômetro. As demais sessões constituíram na aplicação da estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) em quatro condições distintas e aleatorizadas, seguidos de trinta minutos de exercício físico a 90% do limiar ventilatório. Foram mensurados a oxigenação cerebral do córtex pré-frontal, percepção de esforço (PSE) e afeto. Resultados: O ANOVA two-way mostrou queda do afeto ao longo do tempo de exercício (p<0,03) em todas as condições de ETCC exceto na estimulação do córtex pré-frontal (p>0,7). Ademais, estimular esta região gerou diferenças na inclinação da reta na segunda metade do exercício (p<0,05), mostrando que esta condição modificou positivamente o comportamento do afeto durante o exercício físico. A resposta hemodinâmica cerebral foi igual entre as condições de ETCC (p≥0,3), entretanto, a ETCC aplicada no córtex pré-frontal gerou igualdade entre os hemisférios esquerdo (Detector B) e direito (Detector A) após ETCC (p=1,00) e durante o exercício físico (p≥0,3), fato que não ocorreu nas demais condições no qual o hemisfério esquerdo foi maior que o direito (p<0,001). Conclusão: Concluímos que a ETCC sobre o CPF sustentou as respostas de afeto modificando favoravelmente seu comportamento durante o exercício físico, devido a mudança no padrão da hemodinâmica cerebral no córtex pré-frontal ventromedial. Maior atividade na região medial está associado à maior atividade no sistema de recompensa, que por sua vez modula aspectos emocionais e perceptuais.
Abstract: Introduction: It is known that the prefrontal cortex plays an important role in the reward system, and the insular cortex aware information coming from the body condition on feelings. Therefore, modulation of these regions allows changes in the psychophysiological responses or behavior in a given situation, such as in physical exercise. Objective: To test the effect of neuromodulation on cerebral hemodynamics, perceptual and affective responses during exercise. Methods: Fourteen healthy men were assessed in five sessions. The first session was held the maximum incremental test on a cycle ergometer. The other sessions consisted of applied transcranial direct current stimulation (tDCS) in four diferent and randomized conditions, followed by thirty minutes of exercise at 90% of the ventilatory threshold. Cerebral oxygenation in the prefrontal cortex, perceived exertion and affect were measured. Results: The two-way ANOVA showed a decrease of affect throughout the exercise time (p<0.03) in all conditions except tDCS stimulation of the prefrontal cortex (p> 0.7). In addition, stimulation of the prefrontal cortex causes differences in the stretch of the slope in the second half of the exercise (p<0,05), showing that condition sustained affect behavior. Cerebral hemodynamics responses was similar between the conditions of tDCS (p≥0,3). However, the tDCS applied on the prefrontal cortex generated equality between the left hemisphere (Detector B) and the right hemisphere (Detector A), after tDCS (P = 1.00) and during exercise (p≥0,3), which did not occur in other conditions where the left hemisphere was greater than right (p<0.001). Conclusion: We conclude that the TDCs on the prefrontal cortex sustained the responses of affect favorably modifying its behavior during exercise, due to the change in neuronal activity pattern in the ventromedial prefrontal cortex. Increased activity in the ventral areas is associated with increased activity in the reward system, which in turn modulates emotional and perceptual aspects.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/28649
Aparece nas coleções:PPGEF - Mestrado em Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Neuromodulacaoatividadeneuronal_Agricola_2015.pdf2,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons