Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/1/6302
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAlves, Diego Felipe Sampaio-
dc.contributor.authorCabral Júnior, Francisco das Chagas-
dc.contributor.authorCabral, Pedro Paulo de Arruda Câmara-
dc.contributor.authorOliveira Junior, Ruy Medeiros de-
dc.contributor.authorRego, Amália Cínthia Meneses do-
dc.contributor.authorMedeiros, Aldo Cunha-
dc.date.accessioned2013-09-30T16:57:20Z-
dc.date.available2013-09-30T16:57:20Z-
dc.date.issued2008-
dc.identifier.citationALVES, Diego Felipe Sampaio ; CABRAL JUNIOR, Francisco das Chagas ; CABRAL, Pedro Paulo de Arruda ; OLIVEIRA JUNIOR, Ruy Medeiros de ; REGO, Amália Cínthia Meneses do ; MEDEIROS, Aldo Cunha. Effects of topical application of the honey of melipona subnitida in infected wounds of rats. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 35, p. 188-193, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-69912008000300010> Acesso em: 19 set. 2013.pt_BR
dc.identifier.issn0100-6991-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/1/6302-
dc.description.abstractAvaliar efeitos do uso tópico do mel da abelha silvestre Melipona subnitida na evolução de feridas infectadas de pele. Método: Ratos Wistar foram distribuídos aleatoriamente em grupos de 6, anestesiados com tiopental sódico 20mg/Kg IP e cetamina 30mg/Kg IM e submetidos a exérese de segmento de 1 cm2 de pele total do dorso. Os ratos do grupo C (não infectado) foram tratados com solução salina sobre a ferida diariamente e no grupo MEL (não infectado) as feridas foram tratadas com mel uma vez por dia. Nos grupos C/I e MEL/I as feridas foram inoculadas com solução polimicrobiana. Culturas foram feitas 24 horas após. Caracterizada a infecção, as feridas foram tratadas com solução salina e mel, respectivamente. No terceiro dia de tratamento foi feita nova cultura. Após epitelização foi contado o tempo de cicatrização e as feridas foram biopsiadas para histopatologia e dosagem de TNF-a, IL-1b e IL-6 no tecido. Resultados: O tempo médio de cicatrização do grupo MEL/I foi menor que nos demais grupos(P<0,05). Verificou-se que a densidade de colágeno, leucócitos, fibroblastos e dosagem de citocinas (especialmente TNF) foi maior no grupo infectado e tratado com mel que nos demais grupos. Houve significante redução de bactérias Gram-negativas e positivas nas feridas após o tratamento com mel. Conclusão: O uso tópico de mel de Melipona subnitida em feridas infectadas da pele de ratos estimulou a resposta imunológica, reduziu a infecção e o tempo de cicatrizaçãopt_BR
dc.description.sponsorshipCNPQpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMelpt_BR
dc.subjectAbelhapt_BR
dc.subjectHimenópteros-classificaçãopt_BR
dc.subjectCicatrização de feridaspt_BR
dc.subjectCitocinaspt_BR
dc.subjectAgentes antibacterianos-uso terapêuticopt_BR
dc.titleEfeitos da aplicação tópica do mel de melipona subnitida em feridas infectadas de ratospt_BR
dc.title.alternativeEffects of topical Application of the honey of melipona subnitida in infected wounds of ratspt_BR
dc.typearticlept_BR
Appears in Collections:CCS - DCIRUR - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EfeitosAplicacaoTopica_Alves_2008.pdf296.41 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons