Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/12508
Title: Caracterização ecológica dos peixes recifais do Atol das Rocas
Authors: Pinheiro, Igor Emiliano Gomes
Keywords: Peixes recifais;Ecologia;Unidade de conservação;Complexidade estrutural;Reef fishes;Ecology;Conservation unit;Structural complexity
Issue Date: 6-Dec-2006
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PINHEIRO, Igor Emiliano Gomes. Caracterização ecológica dos peixes recifais do Atol das Rocas. 2006. 88 f. Dissertação (Mestrado em Bioecologia Aquática) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006.
Portuguese Abstract: Este trabalho realizado no Atol das Rocas (3º 51 S; 33º 49 W), o único atol do Atlântico Sul e a primeira área marinha protegida brasileira, foi norteado pela hipótese de que: a composição das comunidades de peixes varia de acordo com a posição das piscinas; ou seja, com ou sem conexão permanente com o oceano. Para testar a validade desta hipótese foram realizadas estimativas da abundância de peixes em piscinas conectadas (Barretinha/Barreta Falsa) e não conectadas com oceano (Cemiteriozinho/Âncoras), realizando uma caracterização ecológica dos peixes que habitam estas piscinas. Adicionalmente a complexidade estrutural dos locais amostrados também foi avaliada, com intuito de verificar variações da abundância e diversidade de peixes em função deste fator. Pelo fato desta pesquisa ter sido realizada dentro dos limites de uma unidade de conservação, as amostragens foram realizadas através do censo visual. Um total de 56 espécies foram identificadas no estudo piloto e durante as amostragens 48 destas foram observadas. Os resultados gerados através de técnicas analíticas uni e multivariadas permitiram constatar que o fator determinante nas variações de densidade, riqueza e diversidade dos peixes é o tipo de substrato (consolidados/não consolidados) e não fato das piscinas estarem ou não conectada permanentemente com oceano. Com relação à complexidade estrutural; 58% das variações na diversidade de peixes são atribuídas a mudanças na complexidade estrutural enquanto que 12% das variações na abundância são atribuídos a este fator
Abstract: The present work was carried out at the Atol das Rocas (3º 51 S; 33º 49 W), the only atoll of the South Atlantic and the first Brazilian marine protected area. It was guided by the following hypothesis: the composition of the fish communities varies in agreement with the position of the pools; in other words, with or without permanent ocean connection. To test the validity of this hypothesis, the fish abundance was estimated in the connected pools (Barretinha/Barreta Falsa) and unconnected ones (Cemiteriozinho/Âncoras), carrying an ecological characterization of the fishes that inhabit these pools. Additionally, the structural complexity of the sampled places was also evaluated intending to verify the variations of the abundance and diversity of fishes in function to this factor. By the fact of this research was being carried out through the limits of a conservation unit, the samples was realized using visual census techniques. The results generated through uni and multivariate analytic techniques allowed the evidence that decisive factor in the density, richness and diversity variations of fishes are linked to the substratum type (Hard / Soft bottom) and not by the fact that the pool are or are not connected permanently to the ocean. In relation to the structural complexity; 58% of the variations in the diversity of fishes were attributed to changes in the structural complexity, while 12% of the variations in the abundance were attributed to the structural complexity
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12508
Appears in Collections:PPGBA - Mestrado em Bioecologia Aquática

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CaracterizacaoEcológicaPeixes_Pinheiro_2006.pdf581.62 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.