Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/12689
Title: Estruturas cerâmicas a base de zircônia e alumina utilizadas na confecção de infra - estruturas para coroas e pontes fixas
Authors: Silva, Cláudia Anglélica Melo da
Keywords: Alumina;Zircônia;Cerâmicas Odontológicas;Alumina;Zirconia;Odontological ceramics
Issue Date: 29-Mar-2010
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Cláudia Anglélica Melo da. Estruturas cerâmicas a base de zircônia e alumina utilizadas na confecção de infra - estruturas para coroas e pontes fixas. 2010. 84 f. Dissertação (Mestrado em Processamento de Materiais a partir do Pó; Polímeros e Compósitos; Processamento de Materiais a part) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Portuguese Abstract: Os avanços constantes dos sistemas cerâmicos para infra-estruturas de coroas e pontes fazem com que os pesquisadores e fabricantes busquem um material que tenha boas propriedades mecânicas e estéticas. O intuito deste trabalho foi verificar em qual composição e temperatura de sinterização o sistema cerâmico a base de alumina e zircônia para infra-estrutura teria as melhores propriedades mecânicas. Com este objetivo confeccionamos nos laboratórios da UFRN 45 corpos-e-prova em forma de barras retangulares com as seguintes dimensões: 30mm x 8mm x 3mm, onde os separamos por temperatura de sinterização: 1200ºC, 1300ºC e 1400ºC; e por composição: 33% Zircônia + 67% Alumina; 50% Zircônia + 50% Alumina e 25% Zircônia + 75% Alumina, estes corpos-de-prova não foram infiltrados com vidro. Foram confeccionados ainda nove corpos- e-prova por um técnico de laboratório com um sistema cerâmico comercial o In Ceram Zircônia (Vita Zahnfabrik) com as seguintes dimensões: 20mm x 10mm x 0,5mm, estes corpos-de-prova seguiram todas as recomendações do fabricante e foram infiltrados com vidro. Foram realizadas análises por microscopia ótica e eletrônica, ensaios de dureza, de resistência á flexão em três pontos, porosidade e densidade aparente. Após a análise dos resultados verificamos que com o aumento da temperatura de sinterização, aumentamos o valor da resistência á flexão, sendo que dentro da mesma temperatura não houve diferença significante entre as diferentes composições, as amostras confeccionadas com a cerâmica comercial e que foram infiltradas apresentaram uma resistência á flexão seis vezes maior que as amostras sinterizadas á 1400ºC e que não foram infiltradas. Não houve diferença significante entre os valores da porosidade aparente para as amostras confeccionadas nos laboratórios da UFRN, já as amostras da cerâmica comercial obtiveram um valor de 0% de porosidade aparente. Nos ensaios de Dureza Rockwell verifica-se um aumento no valor da Dureza, com o aumento da temperatura de sinterização das amostras não infiltradas. As amostras infiltradas apresentaram valores similares aos das amostras sinterizadas á 1400ºC. Não houve diferença significante entre os valores de densidade aparente entre as amostras confeccionadas nos laboratórios da UFRN e as amostras confeccionadas com a cerâmica comercial
Abstract: The continuous advances in ceramic systems for crowns and bridges infrastructure getting researchers and manufacturers looking for a material that has good mechanical properties and aesthetic. The purpose of this study was to verify in which composition and sintering temperature the ceramic system for infrastructure composed of alumina and zirconia would have the best mechanical properties. With this objective we made in UFRN laboratories 45 test bodies in the form of rectangular bars with the following dimensions: 30mm x 8mm x 3mm, where we separated by the sintering temperature: 1200°C, 1300ºC and 1400ºC, and by comp osition: 33% Zirconia + 67% Alumina; 50% Zirconia + 50% Alumina and 25% Zirconia + 75% Alumina, these test bodies were not infiltrated with glass. Also, were made nine test bodies by a technical from a laboratory with a commercial ceramic system: in the Ceram Zircônia (Vita - Zahnfabrik) with the following dimensions: 20mm x 10mm x 0.5mm, these test bodies following all recommendations of the manufacturer and were infiltrated with glass. Were realized optical and electronic microscopy analyses, hardness testing, resistance to bending in three points, porosity and bulk density. After analysis of the results we verified that with the increasing of sintering temperature, increased the value of resistance to bending, but with the same temperature there was no significant difference between the different compositions, samples made with the commercial ceramic that were infiltrated, presented a resistance to bending six times greater than the samples sintered to 1400°C and which have not been infiltra ted. There was no significant difference between the values of apparent porosity for the samples made in UFRN laboratories, but the samples of commercial ceramic obtained 0% in porosity apparent value. In tests of Rockwell Hardness there is an increase in the value of Hardness, with the increase of sintering temperature for the samples not infiltrated. Samples infiltrated showed similar values as the samples sintered in 1400°C. There was no significant difference between the values of apparent density among samples manufactured in UFRN laboratories and samples made with a commercial ceramic
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12689
Appears in Collections:PPGCEM - Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstruturasCerâmicasBase_Silva_2010.pdf2.52 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.