Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/13411
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSales, Valéria Soraya de Fariaspt_BR
dc.contributor.authorSilva, Vanessa Marques de Araújopt_BR
dc.date.accessioned2014-12-17T14:14:03Z-
dc.date.available2014-02-21pt_BR
dc.date.available2014-12-17T14:14:03Z-
dc.date.issued2012-09-25pt_BR
dc.identifier.citationSILVA, Vanessa Marques de Araújo. Eosinófilos sanguíneos e fecais em crianças infectadas por helmintos e protozoários. 2012. 58 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13411-
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológicopt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectInfecção parasitária intestinal. Crianças. Sangue. Fezespor
dc.titleEosinófilos sanguíneos e fecais em crianças infectadas por helmintos e protozoáriospor
dc.typemasterThesispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFRNpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Saúdepor
dc.contributor.authorIDpor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5639614657382238por
dc.contributor.advisorIDpor
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8525532896559374por
dc.contributor.referees1Rêgo, Amália Cinthia Meneses dopt_BR
dc.contributor.referees1IDpor
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3240686272929972por
dc.contributor.referees2Holanda, Cecilia Maria de Carvalho Xavierpt_BR
dc.contributor.referees2IDpor
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/1864944034471719por
dc.description.resumoEm infecções parasitárias helmínticas a eosinofilia é um dos fatores essenciais à resistência do hospedeiro, entretanto, infecções com protozoários raramente resultam em eosinofilia periférica. O objetivo deste estudo foi identificar infecções por enteroparasitas em crianças e associá-las com eosinófilos sanguíneos e fecais. Os exames parasitológicos efetuados pelo método de Blagg, a pesquisa de eosinófilos pelo tricômio e coloração por Leishman foram realizados em 346 crianças. Amostras positivas para parasitas representaram 80,1% e negativas 19,9%. A eosinofilia absoluta periférica foi encontrada em 55,9% das crianças, sendo 82,7% representado por crianças parasitadas e destacando que 54,9% dos infectados por protozoários apresentaram eosinófilos acima de 500células/mm3. Das 62 crianças com amostras fecais positivas para eosinófilos, 77,4% eram parasitadas por helmintos e/ou protozoários. A presença dos cristais de Charcot-Leyden nas fezes foi positiva em 39,1% das amostras, se mostrando estatisticamente significante nas crianças parasitadas com helmintos (p=0,022). As crianças são residentes em áreas endêmicas de parasitoses intestinais e como pôde ser observado a maior parte das crianças que apresentaram eosinofilia e eosinófilos nas fezes eram parasitadas por helmintos e/ou protozoáriospor
dc.publisher.departmentCiências da Saúdepor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpor
Appears in Collections:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EosinófilosSanguíneosFecais_Silva_2012.pdf1,28 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.