Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/13629
Title: Memórias de um palhaço: O rito de passagem de Roger Avanzi para o palhaço Picolino II
Authors: Silva, Thalita Costa da
Keywords: Circo;Palhaços;Formação de palhaços;Roger Avanzi;Memórias;Cultura;Circus;Clowns;Formation of clowns;Roger Avanzi;Memories;Culture
Issue Date: 1-Apr-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Thalita Costa da. Memórias de um palhaço: O rito de passagem de Roger Avanzi para o palhaço Picolino II. 2011. 120 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: Reflete-se, nesta dissertação, sobre a trajetória de vida de um determinado palhaço: Roger Avanzi, que dá animus ao palhaço Picolino II. O objetivo principal é promover reflexões sobre a inserção do palhaço no universo circense para compreendermos o processo de formação de um palhaço formado em uma família tradicional circense. Nesta pesquisa, partimos do pressuposto de que, através da utilização da memória individual podemos pensar em reconstruir o processo de formação integral de um profissional. Assim, traçamos o itinerário de Roger Avanzi, o palhaço Picolino II, pensando que há possibilidades, neste, de discutirmos o que é a formação de um palhaço vindo de família tradicional circense. Para caminhar nesse universo, a uma gama de autores que estudaram profundamente sobre o circo e os palhaços, entre esses: Avanzi; Tamaoki (2004), Bolognesi (2003), Castro (2005), Pantano (2007), Ruiz (1987), Silva (1997) e Torres (1998). Trazemos assim, uma base teórica que certamente, fortalece e corrobora nossos pensamentos e reflexões acerca do universo circense e da trajetória de formação dos palhaços, com especial atenção a de Roger Avanzi, fundamentados em estudos sobre e com memórias como os de Halbwachs (2004) e Bosi (1994). As reflexões possibilitaram concluir que um palhaço não nasce feito; ele se faz na trajetória cultural, na qual estão inseridos todos os seres humanos
Abstract: This dissertaion reflects about life's trajectory of a specific clown: Roger Avanzi, who gives animus to the clown Picolino II. The main objective is to promove reflections about the insertion of the clowns in the universe of the circus, to make us comprehend the process of formation of a clown formed in a traditional circus family. In this research, we begin of the conjecture that, through the individual memory we can think about rebuild the process of a professional's integral formation.Then, we trace the itinerary of Roger Avanzi, the clown Picolino II, think that it has possibilities, in this case, to discuss about what is a clown's formation when it come from a traditional circus family. To walk on this universe, a huge numer of authors that deeply studyed about the circus ans the clowns, like: Avanzi; Tamaoki (2004), Bolognesi (2003), Castro (2005), Pantano (2007), Ruiz (1987), Silva (1997) e Torres (1998). We bring then, a theoric base that certainly, fortifies and corroborates our thoughts and reflections about the universe of circus and the trajectory of clown's formation, with special atention to Roger Avanzi, fundamentals i studies about it and with memories like Halbwachs's (2004) and Bosi's (1994). The reflections enabled to conclude that a clown doesn't born done; it becomes in the cultural trajectory, in which all the human are inserted
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13629
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MemóriasPalhaçoRito_Silva_2011.pdf1,99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.