Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/15023
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlmeida, Mariana Rodrigues dept_BR
dc.contributor.authorMedeiros Júnior, Eurípedes dept_BR
dc.date.accessioned2014-12-17T14:53:04Z-
dc.date.available2012-05-24pt_BR
dc.date.available2014-12-17T14:53:04Z-
dc.date.issued2011-12-21pt_BR
dc.identifier.citationMEDEIROS JÚNIOR, Eurípedes de. Controle de estoques de sal: uma inovação da quantificação e no gerenciamento dos recursos naturais da indústria mineral. 2011. 118 f. Dissertação (Mestrado em Estratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/15023-
dc.description.abstractThe strengthening of the domestic industry in Brazil required the modernization, mechanization and expansion of salt production. Thereafter the production of sea salt started to be made in a process of continuous flow, where the product is constantly stored in yards, with daily movements in and out of salt. Thus far, the major bottleneck found in this production process is the control of production, because due to the large amount produced and variety of losses existing in the various stages of production there are not a regulated and safe way to control inventories with accuracy and speed demanded. In a typical case with a salt marsh company of Rio Grande do Norte state, salt produced is stored in two open courtyards and inventory control of salt made by carrying input / output relationship of salt in each storage yard. This work developed a conceptual model of inventory control, based on topography, adopting surveys into one of the courtyards of the company. There were 25 biweekly survey measurements over a year book to generate digital models representing the stock. For each measurement, results were compared with the values of inventory accounting provided by the salt marsh in order to identify existing losses and mark out the sales department on the actual stock available at each measurement date. Inventories calculated by the model indicated losses of 6,349 tonnes for the period of one year book and 3,279 tonnes for the period between harvests, when compared to the accounting controleng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectIndústria salineirapor
dc.subjectControle de estoquepor
dc.subjectEstratégiaspor
dc.subjectSalt industryeng
dc.subjectInventory controleng
dc.subjectStrategieseng
dc.titleControle de estoques de sal: uma inovação da quantificação e no gerenciamento dos recursos naturais da indústria mineralpor
dc.titleControle de estoques de sal: uma inovação da quantificação e no gerenciamento dos recursos naturais da indústria mineralpor
dc.typemasterThesispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFRNpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia de Produçãopor
dc.contributor.authorIDpor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1636084593857278por
dc.contributor.advisorIDpor
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7356242205950550por
dc.contributor.referees1Brito, Luiz Pereira dept_BR
dc.contributor.referees1IDpor
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4719691319300166por
dc.contributor.referees2Araújo, Renato Samuel Barbosa dept_BR
dc.contributor.referees2IDpor
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8844681795357306por
dc.description.resumoO fortalecimento da indústria nacional nos últimos 20 anos exigiu a modernização, mecanização e ampliação da produção salineira. A partir disso a produção de sal marinho passou a ser feita num processo de fluxo contínuo, onde o produto é constantemente estocado em pátios, com movimentações diárias de entrada e saída de sal. Até o presente, o grande gargalo encontrado neste processo produtivo tem sido o controle da produção, pois devido a grande quantidade produzida e a diversidade de perdas existentes nas diversas etapas do processo de produção não se tem uma forma que seja regulamentada e segura para controlar os estoques com precisão e velocidade necessárias. No estudo de caso realizado em uma salina com processo de produção tipicamente adotado no RN, o sal produzido é estocado em dois pátios abertos ao ar livre, sendo o controle do estoque de sal feito de forma contábil pela relação entrada / saída de sal em cada pátio de estocagem. Neste trabalho desenvolveu-se um método conceitual do controle de estoque baseado na Topografia, utilizando medições realizadas em um dos pátios da empresa. Foram executadas 25 medições topográficas quinzenais ao longo de um ano contábil para gerar modelos digitais representativos do estoque. Para cada medição foram comparados os resultados do modelo com os valores do estoque contábil da salina de forma a identificar as perdas existentes e informar ao setor de vendas o estoque real disponível em cada data medida. Os estoques calculados pelo modelo indicaram perdas de 6.349 t para o período anual e de 3.279 t para o período da entressafra, quando comparadas ao controle contábilpor
dc.publisher.departmentEstratégia; Qualidade; Gestão Ambiental; Gestão da Produção e Operaçõespor
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE PRODUCAOpor
Appears in Collections:PPGEP - Mestrado em Engenharia de Produção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EuripedesMJ_DISSERT.pdf4,21 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.