Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16484
Title: Uma nova tecnologia no pensamento de Herbert Marcuse: arte e técnica na sociedade unidimensional
Authors: Bezerra, Cícero Leílton Leite
Keywords: Tecnologia;Sociedade unidimensional;Nova sensibilidade;Arte;Technology;One-dimensional society;New sensibility;Art
Issue Date: 28-Oct-2010
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BEZERRA, Cícero Leílton Leite. Uma nova tecnologia no pensamento de Herbert Marcuse: arte e técnica na sociedade unidimensional. 2010. 185 f. Dissertação (Mestrado em Metafísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Portuguese Abstract: Este trabalho trata da questão da tecnologia no pensamento de Herbert Marcuse, explicitando de que modo a fusão entre tecnologia e dominação resulta num aparato tecnológico totalitário. Desse modo, trata-se de analisar em que medida a civilização tecnológica é sustentada e justificada por uma racionalidade tecnológica que lhe serve como força de ajuste, causando uma paralisia da crítica. Ao analisar o aparato tecnológico na sociedade administrada percorremos não somente o pensamento filosófico de Marcuse, mas também de outros grandes pensadores, tais como Heidegger, Hegel, Marx, além de um debate sobre a filosofia da ciência e da lógica linguística. O autor aponta para a necessidade de uma nova racionalidade tecnológica que aconteceria por meio de uma nova sensibilidade onde a técnica possibilitaria uma nova relação do homem com a natureza. Para tanto, faz-se necessário a emergência de um novo sujeito. Esta transição seria possível por meio da sensibilidade, pela qual a arte se converteria em arte da vida. Com a vinculação entre arte e técnica, possibilitada pela nova sensibilidade, o autor concede-nos umas das suas principais contribuições, qual seja: deixar em aberto a possibilidade de uma nova meta
Abstract: This dissertation addresses the issue of technology in the work of Herbert Marcuse, explaning the merger between technology and domination that result in a totalitarian technological apparatus. Thus, technological civilization is supported and justified by a rational technological apparatus in the society, we have come not only the philosophy of Marcuse, but other great thinkers too, like Heidegger, Hegel, Marx. We also present a debate involving the philosophy of science, logic and linguage. Marcuse points to the need for a new technological rationality that emerge from a new sensibility, where the technique would allow a new relationship between man and nature. From then on, would emerge the need for a new subject. This transition would be possible by means of sensitivity, where art would become the art of live. With the link between art and technique made possible by new sensitivity, the author leaves one of its main contribution: he leaves open the possibility for the subject to choose new targests for technological development
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16484
Appears in Collections:PPGFIL - Mestrado em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CiceroLLB_DISSERT.pdf3.51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.