Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16554
Title: Dinâmica de tempos curtos aplicado ao modelo de ising diluído por sítio em duas dimensões
Dinâmica de tempos curtos aplicado ao modelo de ising diluído por sítio em duas dimensões
Authors: Silva, Lurdiana Fernandes da
Keywords: Dinâmica de tempos curtos;Modelo de ising;Classe de universalidade;Expoentes críticos
Issue Date: 29-Apr-2009
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Lurdiana Fernandes da. Dinâmica de tempos curtos aplicado ao modelo de ising diluído por sítio em duas dimensões. 2009. 71 f. Dissertação (Mestrado em Física da Matéria Condensada; Astrofísica e Cosmologia; Física da Ionosfera) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Portuguese Abstract: Existem vários métodos de simulação para calcular as propriedades críticas de sistemas; neste trabalho utilizamos a dinâmica de tempos curtos, com o intuito de testar a eficiência desta técnica aplicando-a ao modelo de Ising com diluição de sítios. A Dinâmica de tempos curtos em combinação com o método de Monte Carlos verificou que mesmo longe do equilíbrio termodinâmico o sistema já se mostra insensível aos detalhes microscópicos das interações locais e portanto, o seu comportamento universal pode ser estudado ainda no regime de não-equilíbrio, evitando-se o problema do alentecimento crítico ( critical slowing down ) a que sistema em equilíbrio fica submetido quando está na temperatura crítica. O trabalho de Huse e Janssen mostrou um comportamento universal e uma lei de escala nos sistemas críticos fora do equilíbrio e identificou a existência de um novo expoente crítico dinâmico θ, associado ao comportamento anômalo da magnetização. Fazemos uima breve revisão das transições de fase e fenômeno críticos. Descrevemos o modelo de Ising, a técnica de Monte Carlo e por final, a dinâmica de tempos curtos. Aplicamos a dinâmica de tempos curtos para o modelo de Insing ferromagnéticos em uma rede quadrada com diluição de sítios. Calculamos o expoente dinâmicos θ e z, onde verificamos que existe quebra de classe de universilidade com relação às diferentes concentrações de sítios (p=0.70,0.75,0.80,0.85,0.90,0.95,1.00). calculamos também os expoentes estáticos β e v, onde encontramos pequenas variações com a desordem. Finalmente, apresentamos nossas conclusões e possíveis extensões deste trabalho
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16554
Appears in Collections:PPGFIS - Mestrado em Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LurdianaFS.pdf6,46 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.