Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16722
Title: Respostas fisiológicas durante teste de caminhada dos 6 minutos em mulheres com diferentes níveis de adiposidade
Authors: Felipe, Renata Carlos
Keywords: Obesidade;Consumo de oxigênio;TC6M;Obesity;Oxygen consumption;6MWT
Issue Date: 10-Feb-2012
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FELIPE, Renata Carlos. Respostas fisiológicas durante teste de caminhada dos 6 minutos em mulheres com diferentes níveis de adiposidade. 2012. 84 f. Dissertação (Mestrado em Movimento e Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: Introdução: A obesidade é um importante problema de saúde pública sendo relacionada ao baixo rendimento em atividades físicas quando obesos são comparados a normopesos, entretanto a causa dessa limitação não é totalmente esclarecida. A associação de medidas telemétricas da resposta fisiológica ao TC6M agrega informações do sistema metabólico e respiratório para o diagnóstico da limitação funcional. Objetivo: analisar as respostas fisiológicas metabólica, ventilatória e cardiovascular de mulheres com diferentes perfis de adiposidade durante o TC6M. Método: 32 mulheres (8 normopeso-NP, 8 Sobrepeso-SP, 8 Obesas-OB e 8 Obesas Mórbidas-OM) foram avaliadas quanto à antropometria, função pulmonar e capacidade de exercício. Resultados: As OM caminharam a menor distância (400.2±38.7m), obtiveram menor VO2/Kg (12.75±3.20l/Kg/min) e menor R (0.74±0.11) no TC6M em relação aos demais grupos. A análise do comportamento metabólico (VO2 e VCO2) e respiratório (VE, VC e FR) durante o teste não identificou diferença entre os grupos. A avaliação da função cardíaca (pulso de O2) encontrou maiores valores nas OM (12.3±4.9ml/frequência). Conclusão: As OM apresentaram pior desempenho no TC6M em relação aos demais grupos. O desempenho físico reduzido nessa população pode estar relacionado a uma resposta protocolo-dependente, pois a velocidade auto-ajustada do TC6M permite que o próprio indivíduo selecione a intensidade do teste, fazendo com que seja selecionada uma velocidade onde haja economia energética
Abstract: Backgroud: Obesity is a major public health problem and is related to the low physical capacity when obese are compared to no-obese people, however the cause of this limitation is not completely understood. The measurement associated of physiological response to the telemetric 6MWT adds information of metabolic and respiratory system for diagnose of the functional limitation. Objective: Analyze physiological, metabolic and ventilatory responses in women with different body fat during the 6MWT. Methods: 32 women (8 non-obese, 8 Overweight, 8 Obese and 8 morbidly obese) were evaluated for anthropometry, lung function and exercise capacity. Results: Morbidly obese walked the shortest distance (400.2±38.7m), had lower VO2/Kg (12.75±3.20l/Kg/min) and lower R (0.74± 0.11) in the 6MWT compared to other groups. Analyses of metabolic (VO2 and VCO2) and respiratory (VE, VT and BF) during the test did not identify differences between groups. The evaluation of cardiac function (O2 pulse) found higher values in the OM (12.3 ± 4.9ml/bat). Conclusion: The OM had worse performance in the 6MWT compared to other groups. The physical performance may be reduced in this population related to a protocol-dependent response because the speed of 6MWT is self-adjusted allows the individual himself select the intensity of the test, making it set at a speed where there is energy saving
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16722
Appears in Collections:PPGFS - Mestrado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RenataCF_DISSERT.pdf1.84 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.