Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16943
Title: " Mossoró não cabe num livro" : Luís da Câmara Cascudo e a produção historiográfica do espaço mossoroense
Authors: Costa, Bruno Balbino Aires da
Keywords: Luís da Câmara Cascudo;Mossoró;História;Luís da Câmara Cascudo;Mossoró;History
Issue Date: 1-Apr-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Bruno Balbino Aires da. "Mossoró não cabe num livro" : Luís da Câmara Cascudo e a produção historiográfica do espaço mossoroense. 2011. 187 f. Dissertação (Mestrado em História e Espaços) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: Uma cidade não é feita somente de ruas, calçadas, prédios, pontes e viadutos. A urbe é construída também pelas camadas de sedimentos do passado que se misturam com as camadas dos sedimentos do presente. A cidade é arte, é sociabilidade, é escrita. O objetivo desse trabalho é analisar como a cidade de Mossoró é construída historiograficamente pela narrativa de Luís da Câmara Cascudo. Com esse objetivo, dividimos o trabalho em três capítulos. No primeiro, investigamos os investimentos que a prefeitura de Mossoró no início dos anos quarenta, sob a administração de Dix-sept Rosado, realizou para a construção do que seria a cultura da cidade. Uma cultura que estaria vinculada à criação de uma biblioteca, um museu, uma universidade, à realização de várias palestras sobre as temáticas da cidade, e à escrita da história de Mossoró. No segundo capítulo, abordamos as condições históricas de possibilidade que fizeram de Luís da Câmara Cascudo o historiador da cidade. No último capítulo, mostramos como Mossoró foi construída por Cascudo a partir da análise específica do livro Notas e documentos para a História de Mossoró (1955). Discutimos as condições de sua emergência, analisando o jogo de interesses que possibilitaram a sua produção
Abstract: A city is made not only to streets, sidewalks, buildings, bridges and viaducts. The city is also built by layers of sediment from the past that blend with layers of sediments present. The city's it's art, it's sociability is written. The aim of this study is to analyze how Mossoró historiographically the narrative is built by Luís da Câmara Cascudo. With this objective, we divide the work into three chapters. At first, we investigate the investment that the prefecture of the Mossoró city at the beginning of the forties, under the administration of Dix-sept Rosado, held for the construction of what would be the city's culture. A culture that was linked to the creation of a library, a museum, a university, the completion of several lectures on the themes of the city, and writing the history of Mossoró. The second chapter discusses the historical conditions of possibility that made Luís da Câmara Cascudo of the town historian. In the last chapter, we show how Mossoró was built by Cascudo from the specific analysis of the book Notas e Documentos para a história de Mossoró (1955). We discuss the conditions for its emergence, examining the interplay of interests that enabled its production
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16943
Appears in Collections:PPGH - Mestrado em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BrunoBAC_DISSERT.pdf3,8 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.