Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16961
Title: Em nome(s) dos interesses: imaginários toponímicos do Rio Grande do Norte na Primeira República
Authors: Brito, Anderson Dantas da Silva
Keywords: imaginário social;interesses;toponímia;primeira república;Rio Grande do Norte;imaginaries;interests;register of names;first republic;Rio Grande do Norte
Issue Date: 31-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BRITO, Anderson Dantas da Silva. Em nome(s) dos interesses: imaginários toponímicos do Rio Grande do Norte na Primeira República. 2012. 266 f. Dissertação (Mestrado em História e Espaços) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: Esse trabalho tem como temática imaginários toponímicos, a partir da qual objetivamos analisar os imaginários e interesses investidos que caracterizaram a implantação e a legitimação da Primeira República (1889-1930) no Rio Grande do Norte, historicizando o processo de toponimização de tal espaço. Para a construção de nosso objeto perscrutamos leis e decretos provinciais, estaduais, e municipais; mensagens anuais de governadores; artigos dos jornais O Povo, A República, Diário do Natal, O Seridóense, A Notícia, e Jornal das Moças; a cartografia, e a historiografia local que trata da toponímia. A utilização dessas fontes aliadas a empiria foram conduzidas por um aporte teórico-metodológico baseado na história do imaginário político através de Cornelius Castoriadis, René Rémond, Michel de Certeau e Maria Dick. Para a compreensão dos imaginários que (de)marcaram toponimicamente os espaços do Rio Grande do Norte durante a Primeira República inicialmente retornaremos às duas últimas décadas imperiais, enquanto momento de clivagem entre Império e República, fundamental para a fomentação dos imaginários que corporificaram a organização de nossa problemática. Este primeiro olhar trata de observar através dos nomes de algumas cidades como o espaço norte-rio-grandense deveria está alinhado com a dinâmica imaginária do novo regime político da nação, seguindo para um processo de redirecionamento das práticas nomeativas em conformidade com a organização familiar Albuquerque Maranhão ao enunciar nos nomes de cidades, vilas, ruas, escolas, edifícios, etc o reconhecimento à memória de seus membros, para na sequência verificar como uma nova dinâmica nomeativa ajudou a entender o processo de transição política do Litoral para o Sertão, e ao mesmo tempo afirmando o poder da elite política e econômica seridoense à frente do governo do estado nas duas últimas décadas da Primeira República
Abstract: This paper has the imaginary names as a theme, from which we aim to analyze the imaginaries and invested interests that characterized the implementation and the legitimation of the First Republic in Rio Grande do Norte (1889 1930), making the process of registering names history in that place. For the construction of our object, we studied laws and provincial, state and municipal decrees; annual messages of governors; articles of the following newspapers O Povo, A República, Diário do Natal, O Seridoense, A Notícia and Jornal das Moças; the local cartography and historiography that talk about the study of names. The use of these resources, allied to the empiric method, was driven by a theoretic methodological contribution based on the history of the political imaginary, as discussed by Cornelius Castoriadis, René Rémond, Michel de Certeau and Maria Dick. For the understanding of the imaginaries that (de)limited the spaces of Rio Grande do Norte concerning its names during the First Republic, we bring moment back to the two last imperial decades moment of cleavage between Empire and Republic essential for the fomentation of the imaginary that embodied the organization of our study. From this period, we observe, through the names of some cities, how the northern space would be aligned to the imaginary dynamic of the new political system of the nation, and it had followed to a redirection process of the giving names action, according to the interests of the family organization Albuquerque Maranhão, revealed while determining the names of cities, towns, streets, schools, buildings, etc., in thankfulness to the memory of its members. In the sequence we verified how a new dynamic of giving names helped to understand the process of political transition from the Coast to the Sertão, and at the same time affirmed the power of the political and economical seridoense elite towards the government of the state in the two last decades of the First Republic
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16961
Appears in Collections:PPGH - Mestrado em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AndersonDSB_DISSERT.pdf4,75 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.