Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16996
Title: Corpo e fronteira: o diário de Samuel Fritz e a conquista do espaço amazônico
Authors: Silva, úrsula Andréa de Araújo
Keywords: Corpo;Fronteira;Amazônia;Samuel Fritz;Espaço;Body;Border;Amazônia;Samuel Fritz;Space
Issue Date: 15-Aug-2007
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, úrsula Andréa de Araújo. Corpo e fronteira: o diário de Samuel Fritz e a conquista do espaço amazônico. 2007. 119 f. Dissertação (Mestrado em História e Espaços) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Portuguese Abstract: Considerando que a tradição jesuítica na qual o padre Samuel Fritz estava integrado tem uma clara dimensão política e institucional que se revela na iniciativa missionária colocada desde o Concílio de Trento, seu Diário é um relato de experiência como missionário na região de Maynás transcorrendo o período de 1686 até 1725. Em sua narrativa observa-se uma série de dados relativos à conquista da Amazônia, disputas entre as Coroas Ibéricas e franceses, holandeses, ingleses, transformação da cultura e do espaço às vésperas do Tratado de Madri. Explorarei aqui a relação entre espaço e o homem, neste caso, o missionário através de suas práticas espaciais, pois uma política efetiva e geométrica de controle das fronteiras foi aplicada somente a partir de 1750 com os governos reformistas e que até então a Amazônia era objeto de iniciativas autônomas não tendo sido até então ação prioritária das políticas estatais concentradas como estavam nas regiões centrais (minas de Prata) e que a ação missionária de Samuel Fritz representou naquele momento o mais importante avanço fronteiriço para a Coroa Espanhola, coincidindo ao fim com os limites acordados posteriormente em Madri e Santo Idelfonso, coloco a questão de como e com quê políticas a experiência de Fritz em Maynás pôde representar um avanço sobre esse espaço amazônico. Assim, abordarei o problema sob três aspectos que correspondem a capítulos: o primeiro capítulo foi dedicado à questão da política atlântica das Coroas Ibéricas e às relações de geopolítica interna que elas criaram como o centro e a periferia fazendo emergir uma nova ordem; no segundo capítulo estudei as transformações espaciais causadas pelo encontro e pelas disputas entre a ordem indígena e européia gerando uma nova organização; no terceiro examinei os limites políticos do Estado e a emergência do corpo do missionário como instituição, tendo como apoio a tradição e a ação missionária, e em que medida contribuíram, ou não, para o desbravamento da fronteira leste da América Espanhola influindo no processo de delimitação da fronteira entre Portugal e Espanha
Abstract: Considering that the Jesuitical tradition which Father Samuel Fritz belonged, has a clear political and institutional dimension that reveals itself in the missionary initiative placed since the Trento Council, his journal is a experience story as missionary at Maynás region during the period from 1686 until 1725. In his narrative, a series of data related to the conquer of Amazonia, conflicts among the Iberic Kingdoms and french, dutches and british, transformation of culture and space close the period of the Madrid Deal. I´ll explore the men and space relationship, in this case, the missionary in his special practice, therefore an effective and geometrical politic for border control was only applied at 1750 with reformist governments and that Amazônia was, until now, an object of autonomous initiatives, not being until now a priority focused state politics action like the ones in the central regions (silver mines) and that the missionary action of Samuel Fritz represented ant that moment represented the most important border advance to the Spanish Kingdom, coinciding with the end of the borders previously set in Madrid and Santo Idelfonso, I´ll put the question of how and with which politics the experience of Fritz in Maynás could represent an advance about Amazônia space. Then I´ll approach the problem about three aspects that are chapters: The first one was focused to the Iberic Kingdoms atlantic politics and the internal geopolitical relationships they created as the centre and the border emerging a new order; in the second chapter I studied the special transformation cause by the encounter and conflicts between the Indian and European order generating a new organization; in the third chapter I´ll examined the political border of the state and the emergency of the missionary body as an institution, with the tradition and missionary action as support, or not, to the exploration of the east border of Spanish America influencing the delimitation process of the border between Portugal and Spain
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16996
Appears in Collections:PPGH - Mestrado em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
UrsulaAAS.pdf954,33 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.