Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17416
Title: Os profissionais de saúde diante da violência :mapeando o processo de implantaçãoda notificação na rede básica de saúde em Natal/RN
Authors: Galvão, Vanessa Almira Brito de Medeiros
Keywords: Saúde pública;Violência;Notificação;Trabalho em saúde;Subjetividade;Public health;Violence;Notification;Health work;Subjectivity
Issue Date: 11-Jun-2008
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GALVÃO, Vanessa Almira Brito de Medeiros. Os profissionais de saúde diante da violência :mapeando o processo de implantaçãoda notificação na rede básica de saúde em Natal/RN. 2008. 210 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Portuguese Abstract: A violência é um fenômeno complexo e multicausal que tem convocado o poder público a desenvolver estratégias para o seu enfrentamento. O presente estudo versa sobre uma dessas estratégias propostas pelo Ministério da Saúde: a Ficha de Notificação/Investigação Individual Violência Doméstica, Sexual e/ou outras Violências Interpessoais . Tal instrumento se trata de um protocolo de notificação que vem sendo implantado em todo o país. Este processo encontra-se em andamento no município de Natal/RN. Este trabalho é o relato de uma pesquisa realizada em cinco unidades da rede básica de saúde do município acerca do processo de implantação da ficha de notificação da violência. Teve como objetivos realizar uma cartografia de todo o processo envolvido na implantação da ficha, problematizando as estratégias utilizadas, o percurso traçado, as dificuldades e possibilidades, bem como pretendeu mapear os processos subjetivos que atravessam a atuação dos profissionais de saúde frente às demandas da violência e à proposta de uso deste instrumento. Metodologicamente, foram realizados encontros com cada um dos serviços e se fez uso de um diário de campo. Nessa investigação percebeu-se que notificar a violência envolve complexidades não presentes em outros tipos de notificações pelas próprias características do fenômeno violência, pois os profissionais são convocados a assumirem posturas para as quais os conhecimentos e instrumentos tradicionais em saúde não respondem satisfatoriamente. Percebeu-se que a ficha de notificação, enquanto instrumento possível de intervenção, configura-se como um analisador importante dos processos de trabalho da atenção básica e das políticas da área. Dependendo de como for manejado, esse instrumento pode ter a potência de suscitar novas discussões e modos de ofertar saúde, mas também de reproduzir uma lógica de controle e vigilância. Faz-se necessário, então, considerar alguns fatores apontados nessa experiência quando da implantação de instrumentos como esse, problematizando seus limites e suas potencialidades
Abstract: Violence is a complex and multifarious phenomenon that has convoked the government to think about strategies to face the question. This work is about one of these strategies proposed by brazilian Health Minister: the Individual notification/investigation Card - Domestic Violence, Sexual and/or others Interpersonal Violences . This instrument is a notification protocol which is been implanted in all of the country. This process is in course in Natal/RN. This work is a report of one research realized in five units of basic health care network of Natal/RN concerning this process about the implementation of the violence notification card. The study aims to cartography all the process of card implantation, discussing the used strategies, the drawn course, difficulties and possibilities as well as how the researcher intended to map subjective process involved at health professional acting at violence case and the propose to use the card. Meetings were held at each unit and a daily fieldwork report was used as research instrument. In this investigation it was observed that notifying violence involves a complexity that is not present in other kinds of notification as consequence of the phenomenon characteristic and health workers are invited to act in different perspective that knowledge and instruments of traditional health fieldwork available does not work. It was observed that the notification card, as a possible instrument of intervention, are considered important detectors from process of work at health basic care and health policies. Depending the way the instrument is used, it may incentive different discussions and manners to offer health care or in other way it can reproduce control and vigilance logics. Consequently it is necessary to consider some factors pointed out at this experience, implanting instruments like this, thinking about these limits and possibilities
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17416
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VanessaABMG.pdf442,59 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.