Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17452
Title: Significados de família para crianças em abrigo
Authors: Machado, Karine Cardozo Rodrigues
Keywords: Família;Criança;Abrigo;Family;child;institutionalized child
Issue Date: 18-Dec-2009
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MACHADO, Karine Cardozo Rodrigues. Significados de família para crianças em abrigo. 2009. 164 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Portuguese Abstract: Esta pesquisa investiga quais os significados que crianças abrigadas atribuem à sua família. E mais especificamente, identifica como são as relações entre a criança e sua família. A instituição onde foi desenvolvido o trabalho de campo é um Abrigo municipal do Natal/RN, que abriga crianças entre 7 a 11 anos. Participaram como sujeitos da pesquisa três crianças, sendo duas do sexo masculino e uma do sexo feminino. Como critérios de escolha, consideramos a faixa etária, que possibilita uma maior facilidade na utilização da linguagem oral e no manejo com os procedimentos propostos. O outro critério diz respeito às crianças que possuíam configurações familiares semelhantes. Para o alcance do objetivo proposto foram utilizados brinquedos, desenhos, colagens e entrevistas semi-estruturadas. Os dados foram analisados a partir da Análise de Conteúdo Temática, com o pré-estabelecimento de três categorias temáticas, quais sejam: Configuração do espaço geográfico, Composição familiar e Dinâmica interna da família. Dentre os resultados encontrados, destacamos que a família para as crianças se fundamenta principalmente na existência de laços afetivos, independente das relações de parentesco. Com este estudo, esperamos contribuir para a discussão referente ao direito à convivência familiar e comunitária das crianças acolhidas institucionalmente
Abstract: This research explores the meanings of family for institutionalized children. It identifies, more specifically, how the relationship between the child and his/ her family is. The field work was developed at a municipal shelter in Natal/RN, which houses children aged between 7 and 11 years old. The subjects of research consisted of three children: two boys and one girl. Besides age-group criterion, which facilitates the use of oral language and the procedures, we took into consideration another selection criterion: children whose family configurations were similar. In order to achieve the objectives, we used toys, pictures, collages and semi-structured interviews. Data were examined under the Thematic Content Analysis, with three thematic categories previously chosen: Configuration of geographic area, family composition and family s internal dynamics. Among the results, we highlight that, for children, the concept of family is based essentially on existence of affection ties, regardless of kinship. Through this study, we hope to contribute to the discussion on the rights of institutionalized children, concerning their need of experiencing family life and living in community
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17452
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KarineCRM_DISSERT.pdf1,22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.