Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17475
Title: A atuação do psicólogo no contexto das referências ambulatoriais em saúde mental de Aracaju - SE
Authors: Guimarães, Shyrley Bispo
Keywords: Prática profissional do psicólogo;Ambulatórios de saúde mental;Reforma sanitária;Reforma psiquiátrica;Saúde mental;Psychologist‟s professional practice;Mental healthcare ambulatory;Sanitary reform;Psychiatric reform;Mental health
Issue Date: 8-Apr-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GUIMARÃES, Shyrley Bispo. A atuação do psicólogo no contexto das referências ambulatoriais em saúde mental de Aracaju - SE. 2011. 227 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: A inserção do psicólogo nos ambulatórios de saúde mental ocorreu na década de 1980, no contexto das reivindicações propagadas pela reforma sanitária e psiquiátrica, da formação de equipes mínimas de saúde mental e da retração da clínica privada. Historicamente, essa migração foi acompanhada da importação de práticas tradicionalmente aplicadas no consultório. Ademais, a falta de diretrizes claras por parte do Ministério da Saúde ocasionou a abertura de ambulatórios com estruturas diversificadas em cada município. O objetivo desta dissertação foi estudar a atuação do psicólogo nas Referências Ambulatoriais em Saúde Mental de Aracaju-SE. Foram entrevistados psicólogos desses serviços e gestores da secretaria municipal de saúde a partir de roteiro semiestruturado, além da análise de relatórios de gestão. Observou-se que as Referências em Saúde Mental sofreram transformações substanciais quanto à sua estrutura e funcionamento, levando a um quadro atual de expansão e de readequação. Percebeu-se um esforço por parte dos psicólogos em manter os atendimentos individuais e de grupo, a partir de ajustes na frequência nas sessões e no foco das atividades. Não obstante os progressos, a relação com o psiquiatra ainda se processa basicamente pelo prontuário, impedindo de avançar na discussão conjunta dos casos. São notáveis alguns avanços em direção à clínica ampliada, como a superação do uso do diagnóstico psiquiátrico de forma isolada e da substituição do critério fila pelo de urgência. O acolhimento tornou-se uma estratégia interessante de ordenação do fluxo, porém o descompasso entre oferta e demanda parece ser uma questão que extrapola o âmbito dos psicólogos das referências. Por essa razão, o estreitamento da relação com as unidades de saúde da família parece ser o maior desafio a ser enfrentado pelos psicólogos das Referências Ambulatoriais em Saúde Mental
Abstract: Psychologists‟ insertion in mental healthcare ambulatory clinics occurred during the decade of 1980, in the context of the claims disseminated by sanitary and psychiatric reforms, of the formation of minimum mental healthcare teams and of the retraction of the private clinic. Historically, this migration had been accompanied by the importation of practices traditionally applied at the clinics. Furthermore, the lack of clear guidelines from the Health Ministery occasioned the opening of ambulatory clinics with diversified structures at each city. The objective of this dissertation was to study the practices of psychologists at mental healthcare ambulatory references at Aracaju-SE. Were interviewed psychologists of these services and managers of the municipal health secretary using a semi-structured interview guideline, in addition to the analysis of management reports. It was observed that the mental healthcare references had experienced substantial changes referred to its structures and operation, leading to a present framework of expansion and readjustment. It was realized that there is an effort by the psychologists to maintain individual and group assistance, using adjustments in the frequency of the sessions and in the focus of the activities. Besides the progresses, the relation with the psychiatrist still works basically through the medical record, blocking advances on joint discussions of the cases. Some advances toward the amplified clinic are notable, like the overcoming of the isolated usage of psychiatric diagnostic and the replacement of the line‟ criterion by the urgency one. Sheltering had become an interesting strategy on flux ordination, however the mismatch between offer and demand seems to be a matter which extrapolates the psychologists‟ sphere at the references. For this reason the narrow of the relation with family healthcare centers seems to be the major challenge to be faced by psychologists at mental healthcare ambulatory references
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17475
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ShyrleyBG_DISSERT.pdf2.06 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.