Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/18900
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosta, Ademir Araújo dapt_BR
dc.contributor.authorMarinho, Fábio Daniel Pereirapt_BR
dc.date.accessioned2015-03-13T17:10:39Z-
dc.date.available2010-08-20pt_BR
dc.date.available2015-03-13T17:10:39Z-
dc.date.issued2009-11-20pt_BR
dc.identifier.citationMARINHO, Fábio Daniel Pereira. A reprodução do espaço da pequena produção rural familiar em Canguaretama/RN. 2009. 154 f. Dissertação (Mestrado em Dinâmica e Reestruturação do Território) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18900-
dc.description.abstractThis study aimed to explore the process of reproduction of space from the small family farm production in the municipality of Canguaretama, specifically focused on foodstuffs of plant origin, seeking to understand the changes in agrarian space canguaretamense and its impact on small family farms the last 35 years. Since colonization, during the seventeenth century, the production of space agrarian Canguaretama was founded under a structure based on large ownership and cultivation of cane sugar. Secondly, it was being built a small space reserved for food production to meet both the consumption of property, but also for local marketing. In the centuries following the changes in the capitalist system imposed a new dynamic for small food production, mostly in the early twentieth century, with processing plants and mills in the area extending toward the cultivation of sugarcane. In the second half of that century, mainly in the 1980s, the cultivation of cane sugar was encouraged to produce alcohol, which led to a further expansion of sugar cane toward the areas targeted for the production of foodstuffs. Currently, the framework of small food production differs little from the period of colonization in relation to the difficulties faced by this segment of agriculture. Thus, we have a reality based on socio-spatial inequality, and the near absence of the Government, which requires urgent implementation of public policies for the production and organization of small producers into associations or cooperatives to improve the productivity and hence in their standards of living and their familieseng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectProdução do Espaçopor
dc.subjectEspaço Agráriopor
dc.subjectPequena Produção Rural Familiarpor
dc.subjectProduction of Spaceeng
dc.subjectAgricultural Areaeng
dc.subjectSmall Rural Family Productioneng
dc.titleA reprodução do espaço da pequena produção rural familiar em Canguaretama/RNpor
dc.typemasterThesispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFRNpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Geografiapor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5459944555848236por
dc.contributor.advisorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4761190Y0por
dc.contributor.referees1Furtado, Edna Mariapt_BR
dc.contributor.referees1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4785750Y6por
dc.contributor.referees2Gonçalves, Cláudio Ubiratanpt_BR
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9294713752237494por
dc.description.resumoEsta pesquisa objetivou estudar o processo de reprodução do espaço da pequena produção rural familiar no município de Canguaretama, especificamente, a voltada para gêneros alimentícios de origem vegetal, procurando compreender as transformações ocorridas no espaço agrário canguaretamense e seus impactos na pequena produção familiar, nos últimos 35 anos. Desde a colonização, durante o século XVII, a produção do espaço agrário de Canguaretama esteve alicerçada sob uma estrutura baseada na grande propriedade e no cultivo da cana-de-açúcar. Secundariamente, foi sendo construído um pequeno espaço voltado a produção de alimentos capaz atender tanto o consumo da propriedade, quanto a comercialização no mercado local. Nos séculos seguintes, as mudanças ocorridas com o sistema capitalista impuseram uma nova dinâmica à pequena produção de alimentos, sobretudo, no início do século XX, com a transformação dos engenhos em usinas e a ampliação da área voltada para o cultivo da cana. Ainda na segunda metade do século XX, principalmente na década de 1980, o cultivo de cana-de-açúcar foi incentivado para a produção de álcool, provocando uma nova expansão das lavouras de cana em direção às áreas voltadas para a produção de gêneros alimentícios. Atualmente, o quadro da pequena produção de alimentos pouco se difere do período da colonização, em relação a dificuldades enfrentadas por este segmento da agricultura. Desta forma, tem-se uma realidade socioespacial baseada na desigualdade, e de quase ausência do Poder Público, sendo necessária com urgência a implementação de políticas públicas voltadas para a produção e organização dos pequenos produtores em associações ou cooperativas para melhoria da produtividade e, consequentemente, nos seus padrões de vida e de seus familiarespor
dc.publisher.departmentDinâmica e Reestruturação do Territóriopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApor
Appears in Collections:PPGe - Mestrado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FabioDPM_DISSERT.pdf4.18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.