Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19991
Title: A articulação entre a estratégia saúde da família e o Centro de Atenção Psicossocial: análise de experiência em município do Nordeste brasileiro
Authors: Silva, Clarissa Andira Xavier e
Keywords: Estratégia saúde da família;Saúde mental;Rede de atenção;Atenção psicossocial;Reforma psiquiátrica
Issue Date: 26-Sep-2014
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Clarissa Andira Xavier e. A articulação entre a estratégia saúde da família e o Centro de Atenção Psicossocial: análise de experiência em município do Nordeste brasileiro. 2014. 107f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Família) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Portuguese Abstract: A reforma psiquiátrica consiste num processo que busca desconstruir a lógica excludente provocada pelas internações, proporcionando aos sujeitos estratégias de reinserção social. Nesse sentido, a atenção básica, através da Estratégia de Saúde da Família - ESF vem, progressivamente, tornando-se espaço estratégico nas intervenções em saúde mental, configurando-se como campo de práticas e produção de novos modos de cuidado. Nesta perspectiva, em Areia Branca-RN vem ocorrendo um processo de implementação dessa proposta, através da articulação da rede de Atenção Psicossocial e da Estratégia Saúde da Família/ESF. As discussões acerca da implementação da atenção integral à saúde mental no município de Areia Branca avançam significativamente. Porém, esta discussão não tem sido capaz de provocar mudanças na prática. Ao partir da concepção de que a articulação entre saúde mental e atenção básica é um desafio a ser enfrentado atualmente, que a melhoria da assistência prestada e a ampliação do acesso da população aos serviços com garantia de continuidade da atenção dependem da efetivação dessa articulação, estabeleceu-se como objetivo de pesquisa: investigar como se dá a relação entre as equipes de ESF e a equipe de CAPS na atenção à saúde mental no município de Areia Branca – RN a partir dos discursos dos profissionais. Para tanto, tiveram-se como objetivos específicos: Conhecer a demanda em saúde mental existente no município de Areia Branca – RN atendida pela ESF; Identificar limites e dificuldades na relação entre as equipes da ESF e do CAPS; Identificar potencialidades para articulação entre as equipes da ESF e do CAPS para a constituição da RAPS local. Tratou-se de um estudo descritivo-exploratório, com desenho metodológico de natureza qualitativa, cujos sujeitos foram profissionais da Estratégia Saúde da Família, profissionais do Centro de Atenção Psicossocial e o responsável pela condução/gestão da saúde mental no município. Como instrumentos de pesquisa foram utilizadas observações informais, entrevista semiestruturada e grupos focais. As informações obtidas foram analisadas considerando a análise de conteúdo de Bardin, o que possibilitou discutir a pertinência do referencial teórico com os dados obtidos através da observação e interpretação da articulação entre a Estratégia de Saúde da Família e a rede de Atenção Psicossocial no município de Areia Branca-RN. Por um lado, registrou-se intensa demanda em saúde mental advinda de usuários e de seus familiares e/ou cuidadores. Por outro, verificaram-se que apesar de existir alguns avanços com relação a percepções sobre saúde mental, existem ainda práticas, histórica e contextualmente arraigadas, que atuam como obstáculos para a resposta efetiva a essa demanda na perspectiva da desinstitucionalização. Nesse sentido, considera-se importante ressaltar que as equipes da Estratégia de Saúde da Família devem ser capacitadas para garantir a prática de saúde com integralidade e a incorporação à rede de saúde mental do município. Essa capacitação deve ocorrer através da educação permanente em saúde.
Abstract: The antimanicomial psychiatric reform is a process that seeks to deconstruct the exclusionary logic caused by hospitalizations, providing strategies for social reintegration of individuals. In this sense, the primary care through the Family Health Strategy - FHS comes progressively becoming strategic space in mental health interventions, configured as a field of practice and production of new modes of care. In this perspective, there has been a process of implementing this proposal in the Areia Branca City/RN, through the articulation of Psychosocial Care Network and the Family Health Strategy / ESF. However, this process has not been able to bring changes in practices. From the view that the relationship between mental health and primary care is a challenge currently being faced, that improving the care provided and the expansion of the access to services with guaranteed continuity of care depend on the effectiveness of this joint, established themselves as research objective: To investigate how is the relationship between the FHS team and CAPS team in care mental health in the town of Areia Branca - RN from the speeches of professionals. And if you had specific purposes: 1) Know the demand in existing mental health in the town of White Sand - RN served by FHS; 2) Identify limits and difficulties in the relationship between the ESF teams and CAPS; 3) Identify potential for linkages between ESF teams and CAPS for the establishment of local RAPS. This was a descriptive, exploratory study with a qualitative methodological design, whose subjects were professionals from the Family Health Strategy, professionals Psychosocial Care Center and responsible for the conduct / management of mental health in the municipality. The research tools used informal observations, semistructured interviews and focus groups were used. The data obtained were analyzed for the content analysis of Bardin, allowing discuss the relevance of the theoretical framework with data obtained through observation and interpretation of the relationship between the Family Health Strategy and the network of Psychosocial Care in Areia Branca-RN. On the one hand, there was strong demand for mental health arising from users and their families and / or caregivers. On the other, it was verified that although there is some progress with regard to perceptions of mental health, there are still practical, historical and contextually rooted, which act as barriers to effective response to this demand in view of deinstitutionalization. In this sense, it is considered important to emphasize that the teams of the Family Health Strategy should be trained to ensure the health practice with integrity and incorporating the mental health network in the municipality. This training must occur through continuing health education.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19991
Appears in Collections:PPGSFN - Mestrado Profissional em Saúde da Família no Nordeste

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ClarissaAndiraXavierESilva_DISSERT.pdf974,87 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.