Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20445
Title: Atributos físicos e químicos de áreas degradadas pela mineração de scheelita na região tropical semiárida
Authors: Nascimento, Alana Rayza Vidal Jerônimo do
Keywords: Qualidade do solo;Contaminação ambiental;Metais pesados;Degradação ambiental
Issue Date: 18-Sep-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: NASCIMENTO, Alana Rayza Vidal Jerônimo do. Atributos físicos e químicos de áreas degradadas pela mineração de scheelita na região tropical semiárida. 2015. 90f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Sanitária) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: A mineração promove alterações significativas na paisagem e na qualidade do solo, além de ser considerada uma das principais fontes antrópicas de metais pesados no ambiente. A ausência de medidas de proteção sanitária e ambiental no controle dos impactos gerados contribui para o aumento do risco de degradação não apenas na área de lavra, mas em toda a extensão da área de influência da mineração. Neste contexto, diagnósticos de qualidade do solo e dos resíduos da mineração são imprescindíveis para orientar medidas que promovam a redução dos impactos e a recuperação das áreas degradadas. No município de Currais Novos, localizado na região semiárida do Estado do Rio Grande do Norte, algumas mineradoras realizam a exploração da scheelita desde a década de 1940. A mina Olho d’Água foi desativada em 1976 e a mina Barra Verde está em atividade. Nessas minas, as atividades de lavra e de beneficiamento da scheelita geraram pilhas de estéril e rejeito que estão depositadas no solo sem qualquer medida de proteção. Este trabalho teve como objetivo avaliar atributos físicos e químicos do solo e os teores de metais pesados nas minas Barra Verde e Olho d’Água a fim de identificar estágios de degradação nas áreas mineradas e estabelecer indicadores de qualidade que facilitem a recuperação e monitoramento ambiental na região. Os resultados demonstraram que a ausência de medidas de controle e de recuperação nas minas contribui para a intensificação dos processos erosivos, o que amplia o potencial de difusão de contaminantes para os demais componentes da bacia hidrográfica. As áreas de deposição de estéril e rejeito na mina ativa apresentaram nível de degradação do solo mais acentuado dentre as áreas mineradas. Na mina desativada, o crescimento espontâneo da vegetação tem favorecido a pedogênese dos substratos remanescentes da mineração e a recuperação da qualidade do solo, indicando que a técnica de revegetação é adequada para estabilização e recuperação das funções ecossistêmicas das áreas mineradas. Os teores de Cd, Cu e Pb acima dos valores de investigação estabelecidos pela legislação brasileira apontam para a necessidade de medidas de remediação nas áreas mineradas. A sensibilidade na distinção entre a área natural e minerada dos atributos fósforo disponível, pH, acidez potencial, argila, nitrogênio total, matéria orgânica, densidade do solo, porosidade total e densidade de partículas e os metais Cd, Cu e Pb faz com que sejam considerados bons indicadores de qualidade do solo a serem utilizados em programas de recuperação e monitoramento ambiental das áreas mineradas.
Abstract: Mining promotes significant changes in the landscape and soil quality, and is considered one of the major anthropogenic sources of heavy metals in the environment. The absence of measures of health and environmental protection in controlling the impacts generated contributes to the increased risk of degradation not only in the mined area, but in the full extent of the area affected by mining. In this context, soil quality and mining waste diagnostics are essential to guide measures that promote the reduction of impacts and the recovery of degraded areas. In the municipality of Currais Novos, located in the semi-arid region of the state of Rio Grande do Norte, some mining companies exploit the scheelite ore since 1940s. Olho d’Água mine was shut down in 1976 and Barra Verde mine is in operation. These mines, the mining and beneficiation activities of scheelite generated piles of tailings and overburden that are deposited in the soil without any protective measure. This study aimed to evaluate physical and chemical properties of soil and heavy metal content in Barra Verde and Olho d’Água mines to identify stages of degradation in mined areas and establish quality indicators for facilitate recovery and environmental monitoring in the region.The results showed that the absence of control and recovery measures in the mines contributes to the intensification of erosion, which increases the potential spread of contaminants to the other componentes of the watershed. The overburden deposition and tailings areas in the active mine showed stronger level of land degradation among the mined areas. In the disabled mine, the spontaneous growth of vegetation has favored the pedogenesis of the remaining substrates mining and recovery of soil quality, indicating that the revegetation technique is suitable for stabilization and recovery of ecosystem functions of mined areas. Cd, Cu and Pb beyond values of investigation established by Brazilian law indicate to need for remediation measures in mined areas. The sensitivity in distinguishing between the natural and mined area of available phosphorus, pH, potential acidity, clay, total nitrogen, organic matter, bulk density, total porosity, particle density Cd, Cu and Pb makes them good soil quality indicators to be used in recovery and environmental monitoring programs of mined areas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20445
Appears in Collections:PPGESA - Mestrado em Engenharia Sanitária e Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AlanaRayzaVidalJeronimoDoNascimento_DISSERT.pdf2.86 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.